Projetos Culturais devem formalizar adiamentos à Secretaria Especial da Cultura

Projetos Culturais devem formalizar adiamentos à Secretaria Especial da Cultura

Diante as paralisações que atingem Maringá, os projetos culturais seguem o mesmo caminho. Teatros, exposições, apresentações musicais foram suspensas pelo prazo de 30 dias corridos, desde o dia 20/03.

O Decreto n. 445, de 18 de março de 2020, foi divulgado pela Prefeitura do Município de Maringá, a fim de enfrentar a pandemia decorrente do novo coronavírus (COVID-19).

Instruções

Para evitar futuros transtornos com a Secretaria Especial da Cultura, o Instituto Cultural Ingá informa que os produtores culturais, que estiverem com projetos via Lei de Incentivo à Cultura, sigam as recomendações apresentadas pelo órgão federal. As diretrizes valem para projetos adiados e cancelados.

O consultor sênior da entidade, Alan Gaitarosso explica que os produtores precisam documentar e registrar as necessidades de adiamento, para que os documentos possam ser utilizados, posteriormente, em caso de solicitação de prorrogação e na prestação de contas. “Além disso, o responsável precisa seguir as normas de acessibilidade prevista no projeto. Se o projeto previa a comunicação das ações por rádio e TV, a comunicação do adiamento ou cancelamento precisa ser realizada pelos mesmos canais. O que vale para comunicação, vale para comunicado também”.

A nota, divulgada dia 16/03, na íntegra por ser vista no site da Secretaria Especial de Cultura – https://bit.ly/2U3i9QL

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Local

Instituto Cultural Ingá confirma 6ª edição do VIAPAR Cultural

Lançamento oficial será em março. Ao todo, mais de 27 projetos já foram premiados pelo edital Na semana passada, na sede da VIAPAR, o consultor sênior do Instituto Cultural Ingá

Notícias

15, 17 e 18/12 – Auto de Natal

Comentários comentários

Notícias

MinC abre consulta pública sobre Lei Rouanet

O Ministério da Cultura abriu consulta pública para revisão da Instrução Normativa (IN) nº1/2013, com o objetivo de atualizar e qualificar os procedimentos públicos, a gestão dos projetos culturais por