Tradicional festa Kitutê de Batuta é neste sábado em Maringá

Tradicional festa Kitutê de Batuta é neste sábado em Maringá

O projeto Kitutê de Batuta, festa tradicional de cultura afro-brasileira realizada pela Associação Cultural Capoeira Mandinga-ê (Accamê) por meio do Prêmio Aniceto Matti, terá seu encerramento neste sábado, dia 24, a partir das 17h, na sede da associação, a Casa de Dona Tê – Senzala Nova, localizada no conjunto Guaiapó.

“Kitutê de Batuta é uma festa já tradicional, que fazemos há muitos. A gente começou de forma bem pequena porque os amigos gostavam de vir comer comidas típicas da cultura afro, participar da roda de capoeira e de algumas outras manifestações e essa festa foi crescendo ao longo do tempo, até que resolvemos colocar no edital do prêmio, onde foi aprovada na área de patrimônio cultural”, explica a coordenadora geral do projeto, Mariana Rodrigues da Silva, a Maré.

Por meio do projeto contemplado pelo prêmio, já foram realizadas quatro festas gratuitas, todas com casa cheia. Para democratizar ainda mais a cultura e tornar o evento mais acessível, a festa de encerramento será na rua e aberta a todos que quiserem brincar, dançar e apreciar. Vai reunir os grupos parceiros que passaram pelas edições anteriores.

Haverá roda de Capoeira Primitiva e Angola, atividade que também é parte da 4° Semana da Capoeira de Maringá, reunindo capoeiristas de toda a cidade para participar. Além disso, haverá manifestações culturais como o samba do Pendura Saia com o grupo da casa; bumba meu boi com o grupo Anjos da Guarda; Maracatu Baque Mulher, trazendo para a festa a tocada do II Obá Xirê, com a presença da Mestra Joana e demais batuqueiras e batuqueiros, inclusive vindos de Recife; Samba de Roda e Coco de Umbigada com o Centro Cultural Sucena.

“As pessoas vem aqui e conhecem um pouco da forma que a gente vive, que reinventa nosso cotidiano. Conversam e ouvem as contações de histórias porque dentro da cultura essa é parte do aprendizado, a forma como carregamos a cultura e a levamos pra frente. Isso é extremamente importante: ouvir o mestre falando, os mais velhos falando”, conta Maré. Pedro Carlos Tomás, o mestre Raiz, responsável pela Accamê, é um dos que vai compartilhar conhecimento.

Comidas feitas principalmente pelos moradores do bairro estarão à venda, a fim de gerar renda na comunidade e fazer com que ela participe de outras formas desta ação.

Serviço

Kitutê de batuta – edição rua

Dia 24 de agosto (sábado)

Horário: a partir de 17h

Local: Casa de Dona Tê – Senzala Nova (Rua Dante Ghiseline, 60, Cj. Guaiapó)

Entrada gratuita / Classificação livre

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Nacional

Nova MP das Loterias assegura recursos para a área cultural

O presidente Michel Temer assinou, nesta terça-feira (31), em cerimônia no Palácio do Planalto, medida provisória que garante que os recursos das loterias que cabem ao Fundo Nacional de Cultura

Notícias

Seleção busca revelar talentos de roteiristas estreantes no Brasil

Roteiristas estreantes de todo o país terão a chance de conquistar visibilidade e se qualificar para atuar no mercado audiovisual. A Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) lançou nesta semana o

Notícias

Abertura da FLIM com Laurentino Gomes será nesta terça-feira

A abertura oficial da 2ª Festa Literária de Maringá (FLIM) será realizada nesta terça-feira (27), às 8h30, com a participação do secretário estadual de Cultura, João Luiz Fiani. O evento