Espetáculo teatral para ser ouvido estreia em Maringá dia 2 de agosto

Espetáculo teatral para ser ouvido estreia em Maringá dia 2 de agosto

Ao contrário do que todos estamos acostumados, no dia 2 de agosto estreia em Maringá uma experiência teatral que não foi feita para ser vista, mas sim para ser ouvida: “Entrensejos” é o primeiro espetáculo do projeto Akousma, uma parceria entre Vanderlei Junior e a Forféu Produções Artísticas, viabilizado pelo Prêmio Aniceto Matti e cumpre temporada de seis apresentações no Arena das Artes e no Teatro Barracão.

Trata-se de um projeto de investigação da dramaturgia do som – entendendo aqui o som, o ruído e também o silêncio – como material criativo para ações cênicas. A ideia surgiu a partir de um estudo teórico-prático sobre a Era do Rádio, os fenômenos do radioteatro e da radionovela no país, entre as décadas dos anos 30 e 60, relacionando-os com a música eletroacústica e a espacialização do som executado ao vivo. O resultado é um espetáculo para público reduzido, que se propõe a romper com a estrutura tradicional do teatro, propondo um exercício de escuta.

“Subverter o óbvio num espetáculo de teatro, ou seja, não ver nada, é uma forma de frear a aceleração que temos vivido no dia a dia. As pessoas videntes e ouvintes, quando ficam sem a visão, acabam ativando os outros sentidos e com isso, nós nos obrigamos a estar presentes, no aqui e no agora”, explica o ator e dramaturgo Vanderlei Junior.

Livremente inspirado no personagem Seu Nicolau, criado por Frei Beto no livro “Alucinado Som de Tuba”, o tema abordado é a memória. Seu Nicolau conta suas memórias por meio do som, para serem ouvidas por quem quiser. No espetáculo, por alguns instantes os espectadores são convidados a ter seus olhos vendados para experimentar um espetáculo sonoro. “Ainda são poucos os trabalhos feitos fora da estrutura do palco italiano e, até então, a dramaturgia do som e a sonoplastia nunca foram colocadas como personagens principais na cena maringaense”, comenta Vanderlei.

Sinopse: “Quantas memórias cabem entre os “tic tac’s” de um relógio? Já fechou seus olhos para ouvi-las? Seu Nicolau ficou sozinho. Ainda espera por Ana. Restaram-lhe seus três maiores sonhos, seus netos, e uma sala repleta de relógios, incapazes de contar um tempo que já passou. O que é que estás a ouvir?”

Entrensejos quer nos alertar sobre viver o tempo presente e estar por inteiro para escutar o que está no entorno de nós mesmos, entender que o som tem algo para dizer além do óbvio.

O elenco é formado por Bárbara Bittencourt, Eduardo Carvalho, Kemmy Yot e Vanderlei Junior, também responsáveis pela direção.

 

Ficha Técnica do espetáculo

Elenco: Bárbara Bittencourt, Eduardo Carvalho, Kemmy Yot e Vanderlei Junior

Dramaturgia: Vanderlei Junior

Direção: o elenco

Produção musical: Eduardo Carvalho

Acessórios: Estela Moreira

Assessoria de Imprensa: 2 Coelhos Comunicação e Cultura

Fotografia: Carla Guizelini

Vídeo e Teaser: Circular Cultural

Realização: Cia Forféu

Produção: Vanderlei Junior

Identidade Visual: Coletivo Flip

 

SERVIÇO

Projeto AKOUSMA apresenta ENTRENSEJOS

Dias 2, 3, 4 e 7 de agosto na Arena das Artes

Dias 10 e 11 de agosto no Teatro Barracão

Sempre às 20h30

Classificação: 12 anos

Duração: 60 minutos

Entrada gratuita

Retirar ingressos 1 hora antes da apresentação, na bilheteria do local

Capacidade de público: 60 pessoas

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Notícias

Evento terá orientação financeira gratuita no centro de Maringá

Com programação aberta ao público, ação terá palestras e atendimento para ajudar cidadãos a organizarem seus orçamentos e planejarem gastos Como controlar os gastos? Como investir para o dinheiro render?

Nacional

Evento de indústrias criativas do Brasil, MicBR deve gerar impacto econômico de R$ 40 mi para o País

O Ministério da Cultura (MinC) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) lançaram, nesta segunda-feira (23), no Cinearte, em São Paulo, o Mercado das Indústrias Criativas

Notícias

Proteção, preservação e promoção da cultura negra no Brasil

A Fundação Cultural Palmares (FCP), primeira instituição federal dedicada à proteção, à preservação e à promoção da cultura negra no Brasil, completa 28 anos de criação nesta segunda-feira (22). Em