Lua Lamberti ministra oficina na Arena das Artes

Lua Lamberti ministra oficina na Arena das Artes

Primeira travesti mestra da UEM compartilha parte de sua pesquisa teatral

Estão abertas as inscrições para a oficina “Criação de Corpo Cênico pelo viés da arte drag queen”, que será ministrada por Lua Lamberti nos dias 4 e 5 de maio na Arena das Artes.

A oficina propõe uma vivência com jogos e exercícios corporais e tem como objetivo dilatar e aprofundar as noções cênicas no que tange a construção e criação de um corpo vivo, pulsante e transformista.

Lua Lamberti é formada em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e recentemente foi notícia em rede nacional por ser a primeira travesti a conquistar o título de mestra em Educação pela UEM. Ela pesquisa, performa e experimenta as linguagens artísticas da Drag Queen, do Clown e da Performance Art e desenvolveu a oficina ainda na época da graduação.

“Minha curiosidade era como descobrir ou como criar ou como estudar o corpo de uma drag queen, entendendo que ela é uma performance cênica que exige uma relação artística de tônus de criação, de noção corporal e cênica e não se estuda isso, não se tem pesquisas nessa área. Então eu peguei alguns exercícios de preparação de ator e atriz, de estudos da linguagem do clown e da máscara e condensei para criar uma metodologia bricolada e assim pesquisar o corpo da drag”, explica.

A oficina tem 20 vagas e é direcionada para artistas e pessoas que trabalham com o corpo e que se interessem pela linguagem drag queen. “Quem não faz drag porque não se maquia, não faz cabelo, não faz roupa, não precisa deixar de ser drag. Você pode aprender pelo viés teatral”, comenta.

Serviço

Oficina Criação de corpo cênico pelo viés da arte drag queen

Dias: 4 e 5 de maio

Horário: das 14h às 18h

Vagas: 20

Investimento: R$ 50

Formulário de inscrição: https://forms.gle/rjEsWSpkxqiJFYgc7

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Oficinas

Webinar: palestra online com especialistas em produção cultural

“Numa cidade como Maringá, uma Secretaria de Cultura se faz essencial, uma vez que a cidade tem uma forte movimentação cultural, não apenas no que diz respeito às artes, mas

Local

Documentário “Vou de Bike” vai circular por instituições de ensino de Maringá e região

Após estrear durante a Semana Municipal das Artes e da Cultura, filme vai levar a discussão sobre mobilidade urbana até estudantes da rede pública e particular Idealizado e produzido pela

Notícias