Rubia Divino organiza financiamento coletivo para lançamento de segundo EP

Rubia Divino organiza financiamento coletivo para lançamento de segundo EP

Rubia Divino é cantora e compositora. Começou sua relação com a música aos 9 anos e aos 20 já estava nos palcos de eventos independentes. A artista agrega em sua trajetória premiações e participações em festivais e outras atividades culturais pelo Brasil. Atualmente, no YouTube, Rubia alcança o número de seis mil visualizações em seus vídeos, sendo o mais recente o da música “Amenidades”, que faz parte do EP (AFRO)NTAMENTO, primeira produção da cantora. O primeiro EP é marcado por releituras de obras de cantores negros consagrados, enfatizando a beleza dos cantos e sambas, bem como a luta, a força e o combate ao racismo.

Financiamento

O Catarse é uma plataforma de financiamento coletivo para projetos criativos. A proposta é oferecer um espaço para a angariação de recursos de forma menos burocrática e riscos para a realização dos projetos.

O projeto de Rubia está entre os milhares inscritos na plataforma, com o objetivo de arrecadar, até 17/02/2019, R$ 16 mil. O valor, de acordo com a cantora, é para gravação, produção e distribuição do segundo EP de sua carreira, o EP TRANSBORDA.

“O trabalho autoral do EP TRANSBORDA extrapola categorias rítmicas da música popular brasileira e expressa uma variedade imensa de influências em composições próprias”, explica. Rubia se diz esperançosa para atingir o valor pretendido, mas afirma estar buscando outras formas de patrocínios para a realização do projeto. “O Catarse não é garantia que vamos conseguir o valor total, mas estou confiante. É por isso que preciso que as pessoas conheçam o meu trabalho, que estão disponíveis no YouTube e no SoundCloud, para entender a importância das mensagens que carrego em minha voz”.

A produção do EP está marcada para março e abril. O lançamento está agendado para maio de 2019. Os interessados em contribuir com o projeto podem acessar https://www.catarse.me/eptransborda. O valor mínimo de contribuição é de R$ 10, qualquer outro valor pode ser parcelado em até 6x.

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Notícias

Ancine divulga estudo sobre perfil do emprego no setor audiovisual

A Agência Nacional do Cinema (Ancine), entidade vinculada ao Ministério da Cultura (MinC), divulgou o estudo “Emprego no setor audiovisual”. Elaborado a partir dos dados da Relação Anual de Informações

Notícias

Balanço das ações da SEEC é apresentado aos conselheiros estaduais da cultura

O Conselho Estadual da Cultura (CONSEC) se reuniu nesta segunda-feira (05/12) para acompanhar o balanço das atividades da Secretaria de Estado da Cultura em 2016, que foi apresentado pelo secretário

Artigo

Consórcio possibilita criação de rede de Pontos de Cultura

A criação de consórcios públicos de cultura pode ser a solução para que pequenos municípios brasileiros criem redes de Pontos de Cultura. Uma primeira e bem-sucedida experiência nesse sentido foi