Projeto com duo de canto e piano se encerra em Maringá

Projeto com duo de canto e piano se encerra em Maringá

No próximo dia 27 se encerra em Maringá uma série de cinco apresentações do projeto “O Nordeste pela ótica da canção lírica brasileira”, com o barítono John de Castro e a pianista Cíntia Ruivo. O espetáculo, que tem patrocínio da Viapar e o fomento à cultura do Instituto Cultural Ingá, foi visto gratuitamente em Sarandi, Mandaguaçu e Paiçandu e faz a última apresentação em Maringá na Casa de Cultura do Jardim Alvorada.

O repertório é formado por canções de Oswaldo de Souza (1904-1995), compositor natural do Rio Grande do Norte. O Nordeste brasileiro será apresentado por meio de canções que versam sobre três ambientes geográficos: o sertão, o litoral e a cidade, buscando retratar o realismo e o imaginário da vida sertaneja, mas também seus mitos e lendas.

A ideia é aproximar o público em geral do canto lírico e da canção de câmara brasileira de cunho regionalista, ambas pouco divulgadas na grande mídia, além de apresentar a riqueza da diversidade cultural nordestina, interagindo as canções com a declamação de cordéis e a projeção de xilogravuras. Para a produtora do projeto, Juliana Bischoff, o espetáculo dá voz aos nordestinos, tão presentes em nossa região que, inclusive, ajudaram a construir.

Histórico – Este projeto é fruto de longos anos de pesquisas desenvolvidas para especialização, mestrado e doutorado do cearense John de Castro, que também é professor do curso de Música da Universidade Estadual de Maringá (UEM). O contato dele com a vida e a obra de Oswaldo de Souza começou em 2003. No mestrado buscou aprofundar-se na parte poética das canções e no doutorado trabalhou com a semiologia da música. O espetáculo é a conclusão dessas pesquisas e presta homenagem à sua primeira mentora no canto lírico, a professora Fátima de Brito, falecida em maio deste ano.

Já foi apresentado em alguns lugares, como Belo Horizonte (MG) e Curitiba (PR), e vem demonstrando que o canto lírico vai além da ópera e que existe uma rica produção de canções líricas do repertório de música erudita nacional. “Em cada performance a obra se mantém viva e segue seu trajeto no percurso do tempo”, afirma Castro.

 

Serviço

“O Nordeste pela ótica da canção lírica brasileira”

Com John de Castro (canto) e Cíntia Ruivo (piano)

Às 20h30 – entrada gratuita

Dia 27 de outubro (sábado) – Casa de Cultura do Jardim Alvorada (Maringá)

 

Patrocínio: Viapar

Fomento à Cultura: Instituto Cultural Ingá

Apoio: Prefeitura do Município de Maringá – Secretaria Municipal de Cultura, Prefeitura do Município de Sarandi, Prefeitura Municipal de Paiçandu e Prefeitura Municipal de Mandaguaçu.

Realização: Juliana Bischoff

 

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Local

Maringá recebe Workshop de defesa pessoal para mulheres

Ação também tratará da emancipação feminina e a importância do deslocamento da mulher da posição de vítima Meditação, compartilhamento de vivência, técnicas de defesa pessoal e empoderamento feminino estão entre

Nacional

Espetáculo Ritmos e Manifestações afro-brasileiras com Dinho Nascimento

O Centro Cultural Sucena é uma instituição cultural, social e desportiva, que atua em Maringá, desde 1989, sendo um dos grupos mais tracionais em divulgar  a cultura afro-brasileira, atualmente o grupo

Notícias

Amar, Verbo Intransitivo chega aos palcos do Teatro Calil Haddad

Após 90 anos de sua publicação, obra se transforma em peça que será apresentada em Maringá Uma obra como esta dispensa qualquer apresentação, a começar pelo autor que – mesmo