História de Maringá vira docudrama

História de Maringá vira docudrama

A proposta é que projeto seja reproduzido em salas de cinema de todo Brasil

O Instituto Cultural Ingá (ICI) está fomentando o seu primeiro projeto sob a Lei do Audiovisual (Lei Federal 8.685/93), com recursos que atingem a marca de R$ 550 mil para sua execução, é o Docudrama: Maringá – a cidade empreendedora que nasceu de uma canção. O formato é ainda pouco conhecido, mas consiste em uma produção cinematográfica que apresenta uma história em formato de documentário e drama. Quem encabeça o projeto é o pessoal da Camarada Filmes, de Curitiba. Uma produtora paranaense que atua há 27 anos no mercado.

Direção

O Docudrama será dirigido por Marcos Cordiolli, cineasta e produtor associado do filme O Sal da Terra (Brasil, 2008) de Eloi Pires Ferreira. Cordiolli também foi diretor de produção (com Elói Pires Ferreira) de Conexão Japão (Brasil, 2008) de Talício Sirino e produtor executivo de Curitiba Zero Grau (Tigre Filmes e Labo). Marcos também atuou como secretário de Cultura de Curitiba na condição de Presidente da Fundação Cultural de Curitiba.

História

O enredo será contado em três cenários, na casa de secos e molhados, no barbeiro e em uma rádio, ambos da década de 1950. A intenção é utilizar desses recortes para contar a história de Maringá.

Alan Gaitarosso, Consultor Sênior do ICI, conta que a produção será de alta qualidade, mas que ainda não há data prevista para estreia. “Com esse projeto será possível explicar como Maringá chegou no patamar de melhor cidade para se viver e, ao mesmo tempo, fazer com que o projeto tenha projeção nacional nas salas de cinema, pois a lei do audiovisual viabiliza isso”. Alan também afirma que as gravações estão previstas para o primeiro semestre de 2019.

Ideia

A inspiração do projeto partiu do atual presidente da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM), Michel Felippe. O objetivo é apresentar como a sociedade civil organizada ajudou no desenvolvimento da cidade.

O Docudrama conta com o apoio da ACIM, Cosmos Filmes, Instituto Cultural Ingá e já tem o seu primeiro patrocinador, a Cooper Card. Mais informações em breve no site da ANCINE – Agência Nacional do Cinema.

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Nacional

MinC debate novo modelo de acompanhamento de projetos

Qualificar o acompanhamento de projetos culturais apoiados por meio dos mecanismos de fomento da Lei Rouanet e tornar, por consequência, a fase de prestação de contas mais orgânica e eficiente

Nacional

Ancine divulga estudo sobre perfil do emprego no setor audiovisual

A Agência Nacional do Cinema (Ancine), entidade vinculada ao Ministério da Cultura (MinC), divulgou o estudo “Emprego no setor audiovisual”. Elaborado a partir dos dados da Relação Anual de Informações

Nacional

Virada Cultural 2016 terá mais de 30 atividades gratuitas

A Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Semuc), promove do dia 9 a 13 de novembro a Virada Cultural 2016, que vai contar com mais de