Ministério da Cultura e Viapar apresentam: Vitor Gorni Orquestra

Ministério da Cultura e Viapar apresentam: Vitor Gorni Orquestra

Uma homenagem aos 50 anos do movimento que mudou a música brasileira

O Cottonet-Clube, projeto maringaense comandado pelo músico e produtor cultural Paulinho Schoffen, se une à londrinense Vitor Gorni Orquestra para prestar homenagem aos 50 anos do movimento tropicalista. Com patrocínio da Viapar, por meio do edital Viapar Cultural, o espetáculo “Vitor Gorni Orquestra interpreta: A Tropicália” irá circular pelas cidades de Campo Mourão (02/09), Cambé (09/09), Maringá (23/09) e Londrina (30/09).

No repertório estão arranjos instrumentais de algumas das canções mais marcantes de nomes como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Jorge Ben, Os Mutantes, Tom Zé e Torquato Neto. “Pensamos em escolher as músicas mais importantes para o movimento, pela sua estrutura harmônica, melódica, letras, enfim, as que trouxeram uma nova proposta musical, dentre elas “Domingo no parque”, “2001”, “Tropicália”, “Baby”, etc”, conta o maestro Vitor Gorni.

Ele explica, ainda, a importância do movimento. “A Tropicália contribuiu para uma nova proposta para a música popular brasileira.  As letras exprimem um pensamento moderno para a época, mais contestador. As melodias e as harmonias misturam elementos da MPB da época com o Rock moderno. Pela primeira vez foram utilizadas as guitarras elétricas na MPB, misturando-se com os instrumentos tradicionais, com arranjos modernos dos Maestros Rogério Duprat e Júlio Medaglia, utilizando cordas, sopros, guitarras elétricas, contra baixo elétrico, bateria, criando um novo estilo de MPB, que se chamou movimento tropicalista. Do ponto de vista musical, embora tenha durado pouco tempo, contribuiu e contribui até hoje para a música popular brasileira”, diz.

Segundo Paulinho Schoffen a parceria entre o Cottonet-Clube e a Vitor Gorni Orquestra começou em Paranavaí e surgiu por conta dos amigos em comum e, mais que isso, pelos objetivos compartilhados. “A intenção sempre foi apresentar de uma maneira diferente coisas significativas da música, que ajudam a preservar a ideia do Cottonet de ressignificar o valor da arte”, explica. Não por acaso, o slogan do Cottonet é “limpe seus ouvidos”.

A Vitor Gorni Orquestra é remanescente da Londrina Big Band, que foi criada em 1994 pelo saxofonista Vitor Hugo Gorni. Sua formação atual consiste em três saxofones, dois trompetes, trombone, bateria, baixo, guitarra e piano. Seus integrantes são: Vitor Gorni, Lincoln Rodrigues e Wesley Cesar Florencio (Saxofones); Marcio Souza e Newton Cesar Florencio (Trompetes); Luciano Torres (Trombone); André Campelo (Guitarra); Mateus Gonsales (Piano); Gabriel Zara (Contrabaixo) e Rafael Torrente (Bateria). O show ainda terá as participações especiais de Paulinho Schoffen (voz) e André Gião (guitarra).

Serviço

Apresentações GRATUITAS

  • 02/09 – Campo Mourão – Local: Concha Acústica – 16h
  • 09/09 – Cambé– Local: Vale do Zezão – 16h
  • 23/09 – Maringá – Local: Em frente do Parque Do Ingá – 16h
  • 30/09 – Londrina– Local: Lago Norte, Conj. Milton Gavetti – 16h

 

Lei de Incentivo à Cultura

Patrocínio: Viapar

Incentivo à Cultura: Instituto Cultural Ingá

Realização: Cottonet-Clube, Ministério da Cultura – Governo Federal.

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Prêmios e Editais

Café com Cultura vai reunir artistas e produtores no próximo dia 05

Primeiro encontro do evento mensal organizado pelo Instituto Cultural Ingá terá como tema o segmento de Artes Cênicas Quem está no meio sabe bem que a rotina de quem trabalha

Notícias

2º Café com Cultura convida artistas e produtores de cinema

Nos últimos anos Maringá até que tem visto surgir produções interessantes, mas é claro não só para artistas e produtores, como também para o público e geral, que a cidade

Nacional

MinC anuncia investimentos de quase R$ 9 milhões nas áreas de literatura, bibliotecas e museus

O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, lançou, nesta terça-feira (3), o Programa Leitura Gera Futuro (#leituragerafuturo), que prevê investimento de R$ 6 milhões em três editais, voltados para a