Palestra da Monja Coen atrai mais de 1.700 pessoas no Vivaro

Palestra da Monja Coen atrai mais de 1.700 pessoas no Vivaro

A parceria entre Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH PR Noroeste) e Instituto Cultural Ingá (ICI) já rendeu bons frutos à cidade de Maringá. Juntas as entidades promoveram palestras de suma importância para o desenvolvimento pessoal e profissional de milhares de pessoas.

No ano passado, por exemplo, Luiz Felipe Pondé, filósofo, escritor e ensaísta, ministrou no Teatro Marista a palestra “Dor e mudança: a cultura da vitimização”? Mais de 800 pessoas compareceram ao evento.

Monja Coen

Na noite de ontem (13), no Vivaro Eventos, foi a vez da Monja Coen com o tema “Amor e Paixão”. A atração é reconhecida pela participação em encontros educacionais, culturais e inter-religiosos, com o objetivo de divulgação do princípio da não-violência e a criação de uma cultura de paz, justiça, cura da Terra e de todos os seres vivos. Atualmente é missionária oficial da Tradição Sotoshu de Zen Budismo, com sede no Japão. Foi, em 1997, a primeira mulher e primeira pessoa de origem não-japonesa a assumir a presidência da Federação das Seitas Budistas do Brasil, por um ano.

Palestra

Sob os olhares das mais de 1.700 pessoas presentes, Monja Coen tratou de forma singular (com a dose certa de humor e serenidade) aspectos interessantes sobre o comportamento humano, relevando sempre a importância da educação na infância. “Precisamos conhecer mais as crianças e entender melhor o modo como percebem o mundo. É necessário também criar canais mais claros de diálogos. Precisamos aproximá-los e não afastá-los”. Coen, entre uma história e outra sobre sua experiência de vida, também apresentou a importância do autoconhecimento. “Se você se conhece, ninguém te ofende. Precisamos desenvolver primeiramente a sabedoria sobre si, sobre o modo de vermos a vida e depois desenvolver a paixão por tudo isso. Mas não podemos nos esquecer de perceber o outro. A melhor forma disso acontecer é criar compaixão por todos. Afinal, ninguém vive sozinho. A vida é maravilhosa e precisamos aprender a viver isso tudo que temos”. Ao final da palestra, Monja Coen provocou a seguinte reflexão: Qual é a sua obra, o que você está deixando nesta vida para outras gerações?

Público

De acordo com George Coelho, presidente da ABRH, o evento atingiu público recorde entre todos os eventos já promovidos em parceria com o ICI. “Desde o início tivemos forte participação do público interessado em participar da palestra. Assim, já pudemos prever o sucesso e que acertamos na escolha em trazer alguém que inspira e motiva milhares de pessoas por dia. Estamos felizes com o resultado”, afirma.

 

Fotos do evento estão disponíveis em:

PALESTRA MONJA COEN - VIVARO - 13/06/2018

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Formação

Estão abertas as inscrições para o 2º edital do PROFICE

A Secretaria de Estado da Cultura informa que as inscrições para o 2º edital do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (PROFICE) iniciam às 8h do dia 10

Notícias

Exposição discute influência do Instagram na fotografia artística

Na exposição #instaronis, com abertura oficial nesta quarta-feira, 8 de março, das 15h às 18h, na Câmara Municipal de Maringá, o artista plástico Ronis Furquim apresenta uma série de fotos

Notícias

“Oportunidades do Mercado Cultural” é o tema da próxima Oficina Técnica do ICI

Nos próximos dias 14 e 28 de abril, o Instituto Cultural Ingá realizará, gratuitamente, a Oficina Técnica “Lei Rouanet – da teoria à prática”. A oficina será ministrada por Edson