Inscrições prorrogadas para edital de seleção do MicBR

Inscrições prorrogadas para edital de seleção do MicBR

O Ministério da Cultura (MinC) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) prorrogaram até 3 de julho o prazo de inscrição de empreendedores interessados em participar da primeira edição do Mercado das Indústrias Criativas do Brasil (MicBR), megaevento de negócios que vai reunir, de 5 a 11 de novembro, em São Paulo, milhares de artistas e empreendedores dos setores culturais e criativos do Brasil e de outros países, em especial os da América do Sul.

Serão selecionados até 180 empreendedores brasileiros para participar do evento, sendo 80 com produção cultural já consolidada (experientes), que participarão de rodadas de negócios, e até 100 iniciantes, que terão a oportunidade de se capacitar por meio das demais atividades do mercado. Eles receberão apoio financeiro para participar do evento. O MicBR não exclui, entretanto, a participação de outras empresas interessadas, que terão acesso às atividades, com exceção das rodadas de negócios, por meio de inscrição prévia.

O MicBR será realizado no corredor cultural da Avenida Paulista, com o objetivo de impulsionar a internacionalização da produção cultural brasileira e o intercâmbio entre os países. O evento conta com a parceria do Itaú Cultural, Sesi-SP, Sesc-SP, secretarias estadual e municipal de Cultura de São Paulo, Livraria Cultura, Masp e Instituto Moreira Salles, além da cooperação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e o apoio de várias entidades representativas de setores criativos da indústria.

É esperada a participação diária de 2 mil pessoas nas atividades de mercado e de 3 mil na programação cultural, que é aberta ao público. Esses números devem saltar para até 30 mil pessoas no fim de semana que encerra o evento, em 10 e 11 de novembro, nas diferentes atrações espalhadas por centros culturais da Avenida Paulista.

O megaevento reunirá cerca de 500 empresas de diferentes países e aproximadamente 100 compradores internacionais. Na programação, estão incluídas rodadas de negócios (em que produtores e compradores ficam frente a frente), espaços para a troca de contatos profissionais (networking), oportunidades de apresentação de produtos e serviços (pitches), além de atividades de capacitação para empreendedores, como palestras, seminários, oficinas e clínicas de mentoria. Apresentações artístico-comerciais (showcases) de música, artes cênicas, moda e gastronomia também fazem parte da programação. A expectativa é que o MicBR movimente mais de US$ 10 milhões em negócios.

“As atividades culturais e criativas já representam 2,6% do PIB brasileiro, geram 1 milhão de empregos diretos e englobam mais de 200 mil empresas e instituições. Há um vasto potencial de crescimento e isso passa também pela internacionalização dos nossos talentos e da nossa valiosa produção cultural”, afirma o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão. Segundo ele, pela primeira vez na história está sendo incentivada, no Brasil, a integração de todos os setores culturais e criativos brasileiros em um grande mercado, “estruturado, competitivo e atrativo para investidores e empreendedores da América do Sul e de todo o mundo”.

A proximidade geográfica já garante um natural intercâmbio entre os países, com compartilhamento de traços de identidade e de uma história rica em comum. “Como maior economia da região, o Brasil exerce uma liderança natural em favor de empreitadas que garantam avanços e presença mais expressiva dos países sul-americanos nas praças globais. Iniciativas como o MICBR tendem a dinamizar o mercado, a trazer novo fôlego para a indústria criativa em âmbito regional, promovendo a nossa imagem internacionalmente. Participar de eventos lá fora, para um país como o Brasil, é insuficiente. Precisamos organizar grandes eventos aqui, dentro de casa”, afirma o presidente da Apex-Brasil, embaixador Roberto Jaguaribe.

“A promoção da indústria criativa regional gera um efeito multiplicador e de escala, com reflexos na pauta exportadora como um todo e repercussão positiva da marca Brasil”, arremata Jaguaribe.

Evento engloba dez setores

Dez países sul-americanos confirmaram participação no MicBR: Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela, além do anfitrião Brasil. Até 100 empresas de mais de 30 países serão convidadas a participar na condição de compradoras. Em outra frente, a Apex-Brasil promoverá um seminário Brasil-China durante o evento, para estimular as relações comerciais entre os dois países.

O MicBR nasce inspirado em experiências exitosas realizadas em outros países, como o Mercado de Indústrias Criativas Argentinas (Mica) e o Mercado de Indústrias Culturais dos Países do Sul (Micsul). O evento brasileiro abrangerá dez setores da economia criativa: artes cênicas (circo, dança e teatro), audiovisual (cinema, TV, publicidade e novas mídias), animação e jogos eletrônicos, design, moda, editorial, música, museus e patrimônio, gastronomia, e artes visuais.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação | Ministério da Cultura | Apex-Brasil

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Notícias

4ª Conferência Municipal de Cultura será realizada nos dias 17 e 18 de junho

A 4ª Conferência Municipal de Cultura será realizada nos dias 17 e 18 de junho, às 19 horas no primeiro dia e das 8h30 às 11h30 e 14 às 17

Notícias

Artes plásticas vai discutir demandas urgentes no Café com Cultura

Terceiro encontro vai reunir artistas e produtores de um dos segmentos que mais precisa de atenção para os próximos anos Dentre todas as belas artes, talvez as plásticas sejam as

Notícias

Lançamento do showcase e Observatório do Turismo e Eventos será nesta quinta

O lançamento oficial do showcase 2016 e do Observatório do Turismo e Eventos de Maringá será nesta quinta-feira (dia 23 de junho), às 8h30, na Sociedade Rural de Maringá (SRM)