Macuco realiza feira de arte e cultura na Casa da Vó Bar
8 de maio de 2018 411 Visualizações

Macuco realiza feira de arte e cultura na Casa da Vó Bar

Quem é de Maringá já deve ter ouvido falar da Macuco, a Maringá Cultural Cooperativismo, ou de alguns de seus projetos.

A cooperativa tem como propósito propor ou produzir infraestrutura necessária para a produção de atividades e/ou manifestações de todos os segmentos culturais ligados à prestação artística ou técnica dos cooperados. De acordo com a presidente da Macuco, Laura Chaves, diversas frentes convergiram para a criação da cooperativa. “Tudo começou a partir da construção do Grupo de Trabalho em Cultura, nascido após audiência pública na Câmara dos Vereadores e a vinda do Ministério da Cultura para uma reunião da CNIC em Maringá. O que queremos é criar mecanismos de defesa socioeconômica cultural, proporcionando condições aos artistas para o exercício de suas atividades e o aprimoramento profissional, e, também o desenvolvimento da colaboração, princípio básico do cooperativismo. Lembrando que somos a primeira cooperativa cultural do estado do Paraná”.

A MACUCO contou com o apoio intenso do ICI e do SICOOB Metropolitano na etapa de sua formalização.

Macucart

Como parte de seu propósito, a Macuco apresenta no dia 17/05 (quinta-feira) mais um projeto inspirador: a MACUCART. Entre as atividades que serão expostas na Casa da Vó Bar (Av. Euclídes da Cunha, 155 – Zona 04), o público será convidado a acompanhar diversas intervenções poéticas, feira de artesanato e marcas locais e a imperdível e apaixonante roda de choro.

Segundo os organizadores, o projeto surge para unir diversos segmentos artísticos num único momento e mostrar ao público maringaense que a arte e a produção cultural local estão em plena organização enquanto mercado cultural. “O projeto aproxima mais os cooperados junto a cidade e cria condições de trabalho aos associados e, ao mesmo tempo, oferece ao público arte, cultura, lazer e entretenimento. Portanto, a MACUCART está prevista a atingir um público diversificado”, conta a presidente. Laura complementa dizendo que a MACUART será o local ideal para muita animação e aproveita para fazer o convite. “Convidamos a todos que apreciam a boa arte, a boa música para vir celebrar conosco. Além das atrações, algumas surpresas virão por aí”.

Relevância

Indagada pela relevância do projeto para o cenário cultural de Maringá e região, Laura Chaves comenta que desde o início das atividades da cooperativa, o grupo almeja desenvolver uma política de acesso da comunidade aos mecanismos culturais desenvolvidos pelos artistas locais. “Buscamos terminar ou pelo menos diminuir nossa dependência artístico cultural do poder público, que nem sempre está com uma política acessível a toda a população. Muitas vezes as instituições buscam determinados nichos que acabam elitizando a cultura sem chegar a população que realmente tem dificuldades de acesso aos projetos culturais. A MACUCART, que pretende ser itinerante, nos possibilita ir a qualquer lugar da cidade e região. São ações culturais curtas e sem grandes exigências de local específico. O Projeto vai de encontro às condições do local definido para atender as atividades artísticos-culturais”.

Coletiva

A Macuco também é responsável pela COLETIVA – Mostra Multicultural e Multidisciplinar, que está em fase de implantação, que conta com o patrocínio da VIAPAR, por meio do edital VIAPAR Cultural, e do BANCOOB/SICOOB. O objetivo é desenvolver 12 oficinas artísticas, completamente gratuitas, para alunos da rede pública de ensino, e duas exposições com artistas locais sob curadoria da artista visual Roberta Stubs. “Tudo isto acontecerá em local específico e provavelmente fora do eixo central da cidade, além de eventos em espaços públicos de Sarandi, Maringá e seu distrito de Iguatemi”, afirma a presidente.

 

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Notícias

Espetáculo teatral disponibiliza audiodescrição e libras em Maringá

Pela primeira vez em Maringá e região um espetáculo teatral irá promover total acessibilidade a cegos e surdos. Trata-se do espetáculo “De tudo quanto é gente”, que integra o projeto

Notícias

Mais R$ 30 milhões para o audiovisual brasileiro

A Agência Nacional do Cinema (Ancine), instituição vinculada ao Ministério da Cultura (MinC), e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) divulgaram nesta sexta-feira (29) o resultado final

Nacional

“Lei Rouanet tem 26 anos de bons serviços ao país”, diz Sá Leitão

A Lei Federal de Incentivo à Cultura, chamada Lei Rouanet, é o principal mecanismo de fomento ao segmento cultural no Brasil, com resultados positivos para o país. A avaliação foi