11 editais do MinC têm cotas para negros, indígenas e mulheres

11 editais do MinC têm cotas para negros, indígenas e mulheres

#AudiovisualGeraFuturo é o maior em termos de volume de recursos e de projetos

O programa Audiovisual Gera Futuro, lançado em fevereiro, em Brasília, disponibiliza R$ 80 milhões para cerca de 250 projetos, voltados ao desenvolvimento, produção e difusão. Em todos os editais são utilizados indutores para promover a inclusão e reduzir as desigualdades no setor audiovisual. As 11 linhas anunciadas serão operadas pela Secretaria do Audiovisual (SAV) do MinC e contam com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).

Segundo o Minc o edital é um marco na inclusão social de segmentos da população que normalmente não estão contemplados. De acordo com Miguel Fernando, diretor executivo do Instituto Cultural Ingá (ICI), o edital surgiu por meio de um estudo feito pela Agência Nacional de Cinema (Ancine) no início do ano, com base em 142 longas-metragens brasileiros lançados comercialmente em 2016. “O estudo apontou que 75,4% dos longas foram dirigidos por homens brancos, apenas 2,1% dirigidos por homens negros e nenhum por uma mulher negra”, explica.

Os editais têm cotas específicas (com percentuais distintos) para novos diretores, diretores de regiões fora do eixo Rio e São Paulo, negros, indígenas e mulheres. É o primeiro edital do MinC a inserir transexuais e travestis no conceito “mulheres”. Além de ampliar a atuação dos produtores, os editais buscam estimular produções em todas as regiões do país, com cotas regionais de 30% para o Norte, Nordeste e Centro-Oeste e de 20% para o Sul, Minas Gerais e Espirito Santo. Miguel ainda salienta que os produtores de Maringá e região têm plenas condições de acessar os recursos propostos nos editais, devido a qualidade e a capacidade criativa de propor ideias inovadoras. “No entanto, como em qualquer área, é necessário cada vez mais profissionalização para potencializar projetos e ações de todas as áreas culturais”, defende o diretor executivo do ICI.

As inscrições se encerram entre os dias 13 e 27 de abril e podem ser feitas no sistema Mapas Culturais, no link mapas.cultura.gov.br. Os editais exigem que os projetos sejam acompanhados de teasers – pequeno vídeo de divulgação.

 

Edital 1 – Longa Animação

Objeto: seleção de 5 (cinco) projetos de produção independente de obras audiovisuais brasileiras de longa-metragem de animação, inéditas, de ficção, com temática livre, voltadas para o público infantil, de 0 a 12 anos, e seus respectivos trailers.

Período de inscrição: 26/2 a 27/4

 

Edital 2 – Narrativas Audiovisuais para a Infância – Curta (Live Action)

Objeto: seleção de 21 (vinte e uma) obras audiovisuais independentes de curta-metragem, de 13 minutos, live action, com temática livre, voltadas para o público infantil, de 0 a 12 anos.

Período de inscrição: 26/2 a 13/4

 

Edital 3 – Narrativas Audiovisuais para a Infância – Série (Live Action)

Objeto: seleção de 05 (cinco) obras audiovisuais independentes de minissérie de ficção, de 13 episódios de 07 minutos, live action, com temática livre, voltadas ao público infantil, de 0 a 12 anos, e 05 (cinco) obras audiovisuais independentes de minissérie de ficção, de 26 episódios de 07 minutos, live action, com temática livre, voltadas ao público infantil, de 0 a 12 anos.

Período de inscrição: 26/2 a 13/4

 

Edital 4 – Documentário Afro-brasileiro e Indígena

Objeto: seleção de 10 (dez) projetos de produção independente de obras audiovisuais documentais, a partir de 52 minutos, inéditas, com temáticas voltadas à cultura afro-brasileira e indígena, e seus respectivos teasers.

Período de inscrição: 26/2 a 13/4

 

Edital 5 – Documentário Infância e Juventude

Objeto: seleção de 10 (dez) projetos de produção independente de obras documentais, a partir de 52 minutos de duração, inéditas, com temáticas voltadas à infância e juventude, e seus respectivos teasers.

Período de inscrição: 26/2 a 13/4

 

Edital 6 – Jogos Eletrônicos

Objeto: seleção de 10 (dez) jogos eletrônicos, com temática livre, voltados para adolescência e juventude.

Período de inscrição: 26/2 a 20/4

 

Edital 7 – Narrativas Transmídias para a Infância – Curtas Animação + Jogos Eletrônicos

Objeto: seleção de 10 (dez) projetos transmídias para a produção independente de jogo eletrônico e curta-metragem de ficção de animação com duração de 13 minutos, com temática livre, voltados para o público infantil de 7 a 12 anos.

Período de inscrição: 26/2 a 27/4

 

Edital 8 – Narrativas Transmídias para a Infância – Minissérie Animação + Jogos Eletrônicos

Objeto: seleção de 10 (dez) projetos transmídias para a produção independente de jogo eletrônico e minissérie de ficção de animação, com 13 episódios com duração de 7 minutos, com temática livre e voltados para o público infantil, de 7 a 12 anos.

Período de inscrição: 26/2 a 27/4

 

Edital 9 – Desenvolvimento de Projetos para a Infância

Objeto: seleção de 22 (vinte e duas) propostas de desenvolvimento de projetos de obras audiovisuais de produção independente e seus respectivos teasers, sendo:

  • 10 propostas de obra audiovisual não seriada de longa-metragem, ficção ou animação;
  • 12 propostas de obra audiovisual seriada para televisão, ficção ou animação.

Período de inscrição: 28/2 a 20/4

 

Edital 10 – Desenvolvimento de Projetos – 200 anos da Independência do Brasil

Objeto: seleção de 35 (trinta e cinco) propostas de desenvolvimento de projetos de obras audiovisuais de produção independente e seus respectivos teasers, sendo:

  • 10 propostas de obra audiovisual não seriada de longa-metragem, ficção ou animação;
  • 10 propostas de obra audiovisual não seriada de longa-metragem, documentário;
  • 15 propostas de obra audiovisual seriada para televisão, ficção ou animação.

Período de inscrição: 28/2 a 20/4

 

Edital 11 – Festivais, Mostras, Premiações, Eventos de Mercado e Ações de Promoção/Difusão da Produção Audiovisual Nacional

Objeto: Fomento à realização de festivais, mostras, premiações, eventos de mercado e ações de promoção/difusão da produção audiovisual nacional, que se enquadrem nos seguintes perfis:

  • Festivais e mostras audiovisuais, com no mínimo 5 (cinco) edições já realizadas, não necessariamente ininterruptas;
  • Festivais e mostras audiovisuais cujos eventos já tenham no mínimo 2 (duas) edições realizadas e sejam apresentadas sob chancela do Poder Executivo municipal;
  • Eventos de mercado audiovisual e premiação já constituídos;
  • Ações de promoção/difusão audiovisual associadas a eventos internacionais reconhecidos pela Agência Nacional do Cinema (Ancine), nos termos da Portaria nº 64 – E de 09 de janeiro de 2018 e atos subsequentes, em cujas edições o Brasil seja homenageado ou representado por delegações do setor audiovisual.

Período de inscrição: A partir de 01/3

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS: http://www.cultura.gov.br/editais-audiovisual-gera-futuro

 

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Local

Edital oferece R$ 200 mil para execução de projetos culturais na região de Maringá

Em sua 5ª edição, o Edital Viapar Cultural volta a fazer história no cenário artístico e cultural do Norte e Noroeste do Paraná. Ao todo serão R$ 200 mil em

Notícias

Formação para jovens na área cultural

O Departamento de Estratégia Produtiva do Ministério da Cultura (MinC), informou que serão disponibilizadas cerca de 20 mil vagas para formação na área cultural dentro do programa Mediotec, um braço

Nacional

Painel Funarte de bandas de Música e o Simpósio Funarte – UFRJ de Bandas de Música.

Clique no link abaixo e confira a programação: Divulgacao Folder – Painel Funarte de Bandas de Música Comentários comentários