Voluntariado e criatividade marcam Auto de Natal em Maringá

Voluntariado e criatividade marcam Auto de Natal em Maringá

Apresentações atraem milhares de pessoas e organizadores celebram repercussão do projeto 

Ao todo mais de 50 pessoas, entre voluntários e organizadores, estiveram à frente do Auto de Natal que foi encenado – em três apresentações – durante o Maringá Encantada, projeto organizado pela Prefeitura de Maringá, Associação Cultural Lirius e o Instituto Cultural Ingá (ICI).

Logo na primeira apresentação, muitos chegaram bem cedinho para se acomodarem nos melhores lugares. Todos estavam curiosos para assistirem a história do nascimento de Jesus, que foi inteira adaptada com direito a música ao vivo, interprete de libras e personagens regionais. Vale lembrar que nem o tempo fechado, tampouco a garoa fina foram suficientes para afastar o público. “Queríamos homenagear os pioneiros da cidade aliando emoção com humor, e assim foi feito, mas não tiramos o brilho dos personagens principais: Jesus, Maria e José, é claro”, detalha Marlos de Almeida, diretor executivo da Associação Cultural Lirius.

De acordo com Marlos, é o quinto ano em que o Auto de Natal é apresentado pela entidade. “Pensamos em um teatro voltado às crianças, para oferecer o encantamento de Natal a elas. Mas os adultos, principalmente os idosos, se encantaram ainda mais, porque houve uma identificação por meio da regionalização que tratamos através dos pioneiros, da tulha ou “tuia” (Cômodo construído, geralmente em sítios ou fazendas, usado para guardar ferramentas ou até mesmo o café colhido), da linguagem, com as brincadeiras e com o figurino dos personagens”, afirma.

Marlos lembra que todo trabalho é realizado em grande parte por voluntários, pessoas que já fazem parte, inclusive, das apresentações da Paixão de Cristo de Maringá, que há 16 anos é organizada pela Associação Lirius. “A Lirius nasce dentro de um contexto cristão, por meio de um grupo de jovens que começou a fazer teatro para levar os valores do evangelho. O que quisemos, com o Auto de Natal, foi recontar uma parte importante da história de Jesus com muita paixão, criatividade e alegria. Com esses elementos conseguimos atrair milhares de pessoas. O foco, assim que encerramos as atividades no dia 06 de janeiro com o Maringá Encantada, é na Paixão de Cristo, que já foi enviada para o Ministério da Cultura a fim de receber recursos advindos da Lei Rouanet”.

O diretor antecipa que a Paixão de Cristo será encenada no final de março de 2018.

 

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Notícias

5 anos de Maringá Jazz Festival: evento acontece neste final de semana

Apresentações gratuitas acontecem no Teatro Marista e dão espaço para músicos reconhecidos mundialmente e instrumentistas locais   Os artistas que se apresentam gratuitamente no Maringá Jazz Festival deste ano, que

Notícias

Maringá ocupa 2º lugar, no Paraná, em captação de recursos da Lei Rouanet

Instituto Cultural Ingá é responsável por 60% da captação total da cidade. Em 2017, R$ 3.025.521,92 foram aplicados em cultura e arte Os resultados que evidenciam o bom desempenho do

Nacional

Museu Paranaense abre exposição sobre educação patrimonial

No dia 22 de novembro (terça-feira), às 16h, o Museu Paranaense recebe a exposição “Desvendando contextos: educação patrimonial na pequena infância”. A mostra apresenta desenhos, fotos, objetos e materiais diversos