Auto de Natal agrega ao enredo religiosidade popular e história de Maringá

Auto de Natal agrega ao enredo religiosidade popular e história de Maringá

A expectativa é receber milhares de pessoas no primeiro dia de apresentação

O que antes era um sonho, hoje se torna realidade e mais do que encanta os maringaenses. O Maringá EnCantada, encabeçado pela Prefeitura de Maringá em parceira com o Instituto Cultural Ingá (ICI) e Associação Cultural Lirius, deu início – na última sexta-feira (01) – ao seu maior propósito: agregar a Maringá cultura e turismo à época mais representativa do ano, o Natal.

São tantas atrações e novidades que muitos ainda não acreditam na programação, que este ano está recheada de luzes, canções e grandes alegorias. Prova disso é o Auto de Natal, que já tem data e horário marcados, nos próximos dias 19, 21 e 23, respectivamente, às 20h30 na Praça Deputado Renato Celidônio – ao lado da Prefeitura Municipal. Os espetáculos serão encenados no presépio oficial do município, que servirá como cenário.

Em 2013 a Associação estreou o Auto de Natal, onde cerca de 70 mil pessoas visitaram o presépio em 45 dias de sua exposição. Os anos de 2014, 2015 e 2016 foram de consolidação do projeto. Já em 2017, a intenção é inovar, trazendo junto as apresentações o grande presépio, aos moldes dos presépios napolitanos, algo nunca antes visto na cidade. De acordo com o diretor executivo da Associação Cultural Lirius, Marlos de Almeida, a atração contará a história do nascimento do Menino Jesus de uma forma pouco convencional, agregando ao enredo religiosidade popular e a história de Maringá, com relação aos festejos existentes no universo agrícola cafeeiro da década de 1950. “Queremos resgatar o verdadeiro espírito de Natal e, com isso, contamos com os elementos mais importantes que preservam esse sentimento: a Folia de Reis, o presépio e a encenação do nascimento de Jesus. Realizamos um estudo e a partir disso montamos uma pequena história. Será um pioneiro de Maringá a narrar, aos seus dois netos, os passos iniciais de Jesus. É um avô que nunca teve contato com os temas orientais. Ele não sabe como é Jerusalém ou Belém, mas sabe a história do nascimento. Então, ele usará como referência aquilo que tem em seu quintal. A virgem Maria com roupa de “fuxico“, Anjo Gabriel de bicicleta, o Menino Jesus nasce numa tulha e muito mais”, descreve.

O diretor executivo conta também que a temática será toda caipira. “A trilha musical que usaremos serão de músicas antigas, como Deus Salve o Oratório (Calix Bento), Anunciação, 25 de Dezembro – tradicionalmente usada na Folia de Reis – e Bandeira do Divino”.

Segundo Miguel Fernando, diretor executivo do ICI, perante ao público de 40 mil pessoas que estiveram presentes na Chegada do Papai Noel, a estimativa é receber mais de 50 mil pessoas nos três dias de apresentação. “Lembrando que a programação vai até dia 06 de janeiro e pode ser acompanhada pelo site www.maringaencantada.com.br”.

Auto de Natal - Atualizado 2017

 

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Notícias

Mestre das sete cordas: cinco videos de Yamandu Costa

O violonista gaúcho, que se apresenta em Maringá no próximo sábado (dia 20), tem no currículo apresentações em parceria com nomes consagrados da música brasileira Com 36 anos, Yamandu Costa ostenta

Notícias
Notícias

Observatório 10 anos: financiamento cultural comparado

Nos últimos 20 anos, ocorreu uma grande expansão dos mercados globais de bens, serviços e atividades simbólico-culturais, que só foi possível por causa do aumento dos investimentos públicos em cultura