Auto de Natal agrega ao enredo religiosidade popular e história de Maringá

Auto de Natal agrega ao enredo religiosidade popular e história de Maringá

A expectativa é receber milhares de pessoas no primeiro dia de apresentação

O que antes era um sonho, hoje se torna realidade e mais do que encanta os maringaenses. O Maringá EnCantada, encabeçado pela Prefeitura de Maringá em parceira com o Instituto Cultural Ingá (ICI) e Associação Cultural Lirius, deu início – na última sexta-feira (01) – ao seu maior propósito: agregar a Maringá cultura e turismo à época mais representativa do ano, o Natal.

São tantas atrações e novidades que muitos ainda não acreditam na programação, que este ano está recheada de luzes, canções e grandes alegorias. Prova disso é o Auto de Natal, que já tem data e horário marcados, nos próximos dias 19, 21 e 23, respectivamente, às 20h30 na Praça Deputado Renato Celidônio – ao lado da Prefeitura Municipal. Os espetáculos serão encenados no presépio oficial do município, que servirá como cenário.

Em 2013 a Associação estreou o Auto de Natal, onde cerca de 70 mil pessoas visitaram o presépio em 45 dias de sua exposição. Os anos de 2014, 2015 e 2016 foram de consolidação do projeto. Já em 2017, a intenção é inovar, trazendo junto as apresentações o grande presépio, aos moldes dos presépios napolitanos, algo nunca antes visto na cidade. De acordo com o diretor executivo da Associação Cultural Lirius, Marlos de Almeida, a atração contará a história do nascimento do Menino Jesus de uma forma pouco convencional, agregando ao enredo religiosidade popular e a história de Maringá, com relação aos festejos existentes no universo agrícola cafeeiro da década de 1950. “Queremos resgatar o verdadeiro espírito de Natal e, com isso, contamos com os elementos mais importantes que preservam esse sentimento: a Folia de Reis, o presépio e a encenação do nascimento de Jesus. Realizamos um estudo e a partir disso montamos uma pequena história. Será um pioneiro de Maringá a narrar, aos seus dois netos, os passos iniciais de Jesus. É um avô que nunca teve contato com os temas orientais. Ele não sabe como é Jerusalém ou Belém, mas sabe a história do nascimento. Então, ele usará como referência aquilo que tem em seu quintal. A virgem Maria com roupa de “fuxico“, Anjo Gabriel de bicicleta, o Menino Jesus nasce numa tulha e muito mais”, descreve.

O diretor executivo conta também que a temática será toda caipira. “A trilha musical que usaremos serão de músicas antigas, como Deus Salve o Oratório (Calix Bento), Anunciação, 25 de Dezembro – tradicionalmente usada na Folia de Reis – e Bandeira do Divino”.

Segundo Miguel Fernando, diretor executivo do ICI, perante ao público de 40 mil pessoas que estiveram presentes na Chegada do Papai Noel, a estimativa é receber mais de 50 mil pessoas nos três dias de apresentação. “Lembrando que a programação vai até dia 06 de janeiro e pode ser acompanhada pelo site www.maringaencantada.com.br”.

 

Arte - Auto de Natal 2017

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Artigo

Registro vai aprimorar gestão de museus brasileiros

No último dia 10 foi apresentado o Registro de Museus, que conta com a parceria da Secretaria de Políticas Culturais (SPC), do Ministério da Cultura (MinC), e do Instituto Brasileiro de

Notícias

Projeto oferece aulas gratuitas para 150 crianças e jovens

Maringá, Iguatemi e Sarandi estão recebendo as oficinas teatrais Na segunda quinzena de março teve início o projeto “Criança em cena”, promovido pela Forféu Atividades Artísticas por meio da Lei

Formação

Webinar: palestra online com especialistas em produção cultural

“Numa cidade como Maringá, uma Secretaria de Cultura se faz essencial, uma vez que a cidade tem uma forte movimentação cultural, não apenas no que diz respeito às artes, mas