Palestra “Projetos Culturais: do que se trata?” encerra formações técnicas do ICI em 2017

Palestra “Projetos Culturais: do que se trata?” encerra formações técnicas do ICI em 2017

Ao todo, mais de 2.000 pessoas participaram dos projetos formativos da entidade neste ano

O ano nem sequer acabou e já é possível prever o balanço das formações técnicas fomentadas pelo Instituto Cultural Ingá (ICI). De acordo com os números de 2017, foram apresentadas sete palestras, que contaram com a participação de mais de 2.000 pessoas. “Como nenhuma instituição de ensino superior trabalha com gestão cultural na cidade, nós servimos de base para os inúmeros artistas de Maringá e região. Além de sermos uma ponte que fomenta, respeita e desenvolve a cultura nesse território”.

Falando em gestão, retomamos ao sucesso da palestra “Projetos Culturais: do que se trata?” – que marcou o encerramento das formações técnicas em 2017. Miguel Fernando expos inúmeras questões sobre os limites, burocracia, criatividade, práticas e viabilidade que circundam o mercado cultural, principalmente a formação e a atuação da gestão cultural no Brasil. “O desafio do gestor é trabalhar sozinho e, logicamente, tudo depende do tamanho do projeto. Mas, é evidente que existem pontos específicos que todos devem acompanhar antes, durante e até o período de pós-produção. Isso é fazer gestão. É nítido que faltam recursos, mas faltam projetos que tenham começo, meio e fim. O desenvolvimento de um projeto é uma construção que não se deve atentar apenas ao retorno financeiro. O projeto precisa ser a solução de um problema. A arte tem como objetivo atacar um problema”.

O palestrante ainda afirma que uma boa gestão está atrelada a busca de recursos de forma consciente. “Os gestores precisam ser mais independentes, perceber que existem inúmeras formas de angariar recursos. Em suma, não é só de editais do governo que vive a cultura”, encerra o palestrante.

Em 2018, a partir de fevereiro, a estimativa do ICI é desenvolver 12 projetos de formação técnica no campo da gestão cultural – ou mais – e atender entre 4 e 5 mil pessoas. A grande maioria dessas ações será disponibilizada de forma gratuita ao público interessado.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa ICI | Trevo – Soluções em Jornalismo

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Notícias

Criatividade decorando as ruas e o comércio de Maringá

Tradicional realização natalina, o Concurso de Decoração de Natal de 2015 aposta na originalidade para escolher os melhores em seis categorias Quem mora ou visita Maringá nos últimos meses do