30 de maio de 2017 775 Visualizações

Brasil dá mais um passo para promover Micsul 2018

Foi dado mais um passo para a terceira edição do Mercado de Indústrias Culturais do Sul (Micsul), considerado o principal encontro da América do Sul voltado a mercados culturais e criativos. O Ministério da Cultura (MinC) criou o Conselho Diretor e o Comitê Nacional de Organização da terceira edição do evento, que será realizada em 2018, em São Paulo.

O Conselho Diretor terá como missão instruir e orientar o Comitê Nacional de Organização no planejamento e execução das medidas de organização e logística indispensáveis à realização do Micsul 2018. Além disso, irá promover a interlocução entre órgãos e entidades federais, estaduais e municipais, assim como do setor privado e da sociedade civil, com a finalidade de articular a organização e divulgação do evento no Brasil e no exterior. O órgão será composto por dirigentes do MinC e representantes do Ministério das Relações Exteriores (MRE), Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e do governo estadual e da prefeitura de São Paulo.

Já o Comitê Nacional contará com um coordenador-geral e irá atuar como interlocutor junto aos órgãos nacionais de cultura dos países sul-americanos participantes do Micsul 2018, além de auxiliar no desenvolvimento de atividades relacionadas ao evento. O comitê será composto pelas seguintes comissões: Inteligência de Mercado; Administração e Arquitetura; Cerimonial e Apoio a Autoridades; Apresentações Artísticas e Cerimônia de Abertura; e Comunicações e Relações Públicas.

Micsul

Criado com o intuito de promover intercâmbio de conhecimento, produtos e serviços culturais e criativos, o Micsul é uma iniciativa dos ministérios da Cultura de Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Peru, Paraguai, Uruguai, Venezuela, Guiana e Suriname. Durante o evento, são realizados negócios entre empreendedores, empresas ligadas à área cultural, produtores e artistas. Destinado a micro e pequenos empreendedores, incentiva o consumo e a circulação de bens culturais na América do Sul, além de impulsionar venda e comercialização de bens e serviços.

A última edição do Micsul, realizado de 17 a 20 de outubro de 2016 em Bogotá, na Colômbia, superou as expectativas do governo do Brasil. Os 60 empreendedores brasileiros que participaram do evento, selecionados por edital realizado pelo MinC, estimaram que, durante o evento, foram fechados em torno de US$ 1,41 milhão em negócios. Além disso, no total, a delegação do Brasil apontou a realização de 1344 contatos com empreendedores sul-americanos e também de outros países, dos quais 1211 foram novos.

 

Assessoria de Comunicação – Ministério da Cultura

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Notícias

António Vilhena é uma das atrações do segundo dia da FLIM

A 3ª Festa Literária Internacional de Maringá (FLIM), organizada pela Secretaria de Cultura (Semuc), chega em seu segundo dia com diversas programações gratuitas para a comunidade que terá oportunidade de

Comunicação 0 comentários

Storytelling para projetos culturais

Abundância de informação gera escassez de atenção. Herbert Simon, economista e ganhador de um Nobel, apresentou esse conceito em 1971. Mais de 40 anos depois, isso tornou-se ainda mais válido. Com a

Artigo

Nova chamada pública para longas-metragens

A Ancine e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) anunciaram nesta semana a Chamada Pública PRODECINE 01/2015 do Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2.