Projeto oferece curso básico de cinema em Colégio Estadual de Maringá
9 de março de 2017 1336 Visualizações

Projeto oferece curso básico de cinema em Colégio Estadual de Maringá

Alunos do Unidade Polo já estão participando das aulas que serão ministradas durante cinco meses

Incentivado pelo Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (PROFICE) e Governo do Estado do Paraná, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e com o patrocínio da Lowçucar, o “Cinematografando – fazendo cinema nas escolas” é um projeto cultural que visa oferecer aos alunos – do 1º e 2º ano do ensino médio – conhecimento sobre o mercado cinematográfico.

Formação – De acordo com o coordenador do projeto, Fábio Mascarin, o curso busca incentivar os jovens para formação em cinema. “Trabalho com cinema desde 2010 e sinto falta de pessoas interessadas pela área. Foi uma forma de capacitar e criar afinidade com o mercado, ao mesmo tempo em que criamos uma oportunidade de amadurecimento profissional aos participantes”, afirma Fábio.

Nesta primeira edição, 31 alunos já estão participando do projeto, no Colégio Estadual Unidade Polo, em Maringá. Entre os módulos oferecidos estão história do cinema, roteiro, produção, direção, fotografia, arte, som, montagem e atuação. O curso tem duração de cinco meses, é totalmente gratuito e com material incluso. “Este é um dos primeiros projetos a serem executados em Maringá por meio do PROFICE. Este programa é essencial para potencializar a produção artística e cultural de nossa região. Agora, as empresas com lucro presumido também podem destinar recursos aos projetos aprovados na Secretaria de Cultura do Estado, abatendo em percentuais de ICMS devido”, explica Miguel Fernando, diretor executivo do Instituto Cultural Ingá.

Resultado – No último mês de curso, os alunos serão desafiados a gerarem resultados práticos, de acordo com o que aprenderem em sala de aula. “Eles serão orientados a realizarem a produção de um curta, onde trabalharão com a ficção, e um documentário, onde tratarão da realidade”, descreve o coordenador. Fábio conta que a intenção é levar o curso para outras instituições e assim ampliar a oportunidade a outros jovens. “Queremos que seja algo realmente útil, por isso, buscaremos implantar o projeto em outros bairros”.

O Cinematografando é realizado pela Fantasia filmes e, também, conta com o fomento à Cultura do Instituto Cultural Ingá.

 

 

 

 

 

 

 

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Notícias

“Lei Rouanet tem 26 anos de bons serviços ao país”, diz Sá Leitão

A Lei Federal de Incentivo à Cultura, chamada Lei Rouanet, é o principal mecanismo de fomento ao segmento cultural no Brasil, com resultados positivos para o país. A avaliação foi

Nacional

Municípios e entidades culturais têm até o dia 28 de julho para finalizar etapa prévia às eleições do CONSEC

O processo para escolha dos novos representantes da sociedade civil no Conselho Estadual da Cultura (CONSEC) é composto por etapas prévias às eleições, como a realização de encontros, reuniões, assembleias

Notícias

28/10 – Cinema Gourmet

Comentários comentários