Plataforma digital do MinC reúne indicadores culturais

Plataforma digital do MinC reúne indicadores culturais

O Ministério da Cultura (MinC) conta com um importante instrumento para orientar a construção de políticas públicas, a plataforma digital do Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais (Sniic), que pode ser acessada pelo endereço i.cultura.gov.br. No espaço virtual, estão reunidas ferramentas como mapas culturais, dados, indicadores, publicações e vocabulários, consolidando em um único espaço informações nacionais sobre cultura.
.
“Alguns dados, a depender da prioridade do ministro e da secretaria executiva, transformamos em indicadores, especialmente aqueles de natureza econômica. Trabalhamos internamente e produzimos estatísticas para subsidiar as políticas do Ministério”, explica o coordenador-geral de estatísticas e indicadores da cultura da Secretaria-Executiva do MinC, Luiz Antônio Gouveia.
.
Gouveia explica que a coordenação subsidia a tomada de decisões e acompanha o andamento de programas e projetos do Ministério, de forma a promover mais eficiência à gestão. É responsável, por exemplo, pela plataforma digital, que concentra uma série de informações internas e externas sobre cultura, com apoio de diferentes setores do Ministério.
.
Previsto na Lei nº 12.343, de 2 de dezembro de 2010, o Sniic tem o intuito de coletar, armazenar e difundir os dados e informações sobre espaços e agentes culturais em âmbito nacional, agregando bases de dados de órgãos públicos e privados de cultura. A plataforma, que está em constante atualização, oferece acesso gratuito e aberto ao público.

Saiba mais sobre a plataforma

Na sessão Mapas Culturais, o cidadão encontra um espaço reservado para integrar e dar visibilidade a projetos, artistas, espaços, eventos culturais e seus produtores. Nele, estão reunidas informações do antigo Sniic; da Rede Cultura Viva; do Sistema Nacional de Bibliotecas; e do Cadastro Nacional de Museus.
A sessão de Dados, ainda em fase de implantação, agrupa informações sobre a gestão do Ministério, seus programas e projetos. Na página, são encontrados documentos do Vale-Cultura, com informações regionais e estatísticas de consumo com o benefício, e do API do Vale-Cultura, que atualiza a lista das empresas que fornecem o benefício. Ainda são encontradas uma lista de obras cinematográficas brasileiras indicadas pela Agência Nacional do Cinema (Ancine); estatísticas da exibição de filmes; agentes econômicos do setor; e cadastro de salas de cinema.
.
Diferentemente dos dados considerados brutos da sessão anterior, a área dedicada aos Indicadores oferece um cruzamento de informações, criando painéis de acompanhamento de políticas do MinC e reunindo documentos relevantes sobre o setor cultural. Estão disponíveis três documentos: uma pesquisa sobre o comércio exterior de bens e serviços culturais; indicadores sobre o Vale-Cultura de 2014 e 2015; e o Suplemento de Cultura da pesquisa Perfil dos Estados e Municípios Brasileiros, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nas edições de 2006 e 2014.
.
A quarta sessão da plataforma é a de Publicações, onde estão disponíveis 10 documentos que contemplam assuntos diversos, de análises sobre a macroeconomia da cultura à estudos sobre o comportamento dos residentes em Salvador no Carnaval 2009 e 2010.
.
Na seção Vocabulários, está disponível o plano de trabalho do Grupo de Trabalho (GT) do Glossário da Cultura, formado por servidores do MinC, entidades vinculadas e representantes da sociedade civil. O grupo irá elaborar uma lista de termos, cuja previsão de entrega é maio de 2017.
.
“Se um termo está bem definido no glossário da cultura, quando é lançado um edital ou qualquer política para aquele objeto cultural, por exemplo, as pessoas vão se reconhecer naquela política. O glossário tem o objetivo de nivelar o entendimento que a sociedade faz sobre o campo cultural e, partir daí, facilitar o diálogo dos agentes do campo cultural, sejam eles públicos ou privados, facilitar o diálogo entre os sistemas municipais de cultura e também harmonizar dados e indicadores”, explica Gouveia.

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Notícias

Projeto oferece curso básico de cinema em Colégio Estadual de Maringá

Alunos do Unidade Polo já estão participando das aulas que serão ministradas durante cinco meses Incentivado pelo Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (PROFICE) e Governo do Estado

Local

Empresários e autoridades se reúnem para acompanhar prestação de Contas do Instituto Cultural Ingá

Na noite de ontem (26), na Associação Comercial e Empresarial de Maringá, foi realizada a prestação de contas do Instituto Cultural Ingá (ICI). O encontro reuniu empresários de Maringá e

Notícias