Paraná passa a registrar seu Patrimônio Cultural Imaterial

Paraná passa a registrar seu Patrimônio Cultural Imaterial

As manifestações que possuem relevância para a memória, a identidade e a formação da sociedade paranaense podem, a partir de agora, serem registradas como Patrimônio Cultural Imaterial. Nesta terça-feira (16), em solenidade no Palácio Iguaçu, o governador em exercício Ademar Traiano assinou o decreto que institui o Registro de Bens Culturais de Natureza Imaterial que constituem o Patrimônio Cultural Paranaense. “Esse é um importante momento. Uma medida inovadora, que preserva as tradições culturais do nosso Estado. Mais um gesto de reconhecimento do governo estadual à cultura paranaense”, afirmou Traiano.

Na solenidade, com a presença do secretário de Estado da Cultura, João Luiz Fiani, dirigentes culturais e representantes de entidades artísticas, também foram lançados dois editais da Secretaria da Cultura e anunciadas novidades da pasta para o segundo semestre deste ano.

O secretário de Estado da Cultura, João Luiz Fiani, fez um balanço das ações no setor e disse que o decreto de Patrimônio Cultural Imaterial é uma grande conquista para preservação das tradições paranaenses.

“O Paraná é muito rico culturalmente e precisa de medidas como essa. Com essa medida vamos definir as manifestações que identificam o povo paranaense, para preservá-las”, afirmou. Fiani citou alguns exemplos como a erva mate, o barreado, a comida tropeira e o fandango.

GRANDES ÁREAS – Pelo decreto, são quatro grandes áreas de registro como patrimônio imaterial: Saberes (conhecimentos e modos de fazer enraizados no cotidiano das comunidades), Celebrações (rituais e festas que marcam a vivência coletiva do trabalho, da religiosidade, do entretenimento e de outras práticas da vida social), Formas de Expressão (manifestações literárias, musicais, plásticas, cênicas e lúdicas) e Lugares (mercados, feiras, santuários, praças e demais espaços onde se concentram e reproduzem práticas culturais coletivas).

A coordenadora do Patrimônio Cultural da Secretaria da Cultura, Rosina Parchen, destacou que o decreto é uma importante ferramenta para preservar a cultura e as tradições do povo paranaense. “O Paraná vai começar a proteger o que representa muito o modo de ser e fazer da sua população”, disse Rosina. Ela explicou que o governo federal já tem uma legislação semelhante que, inclusive, reconhece o Fandango paranaense como patrimônio nacional. “Faremos uma pesquisa para definir os itens que serão considerados patrimônio”, afirmou.

NOVOS EDITAIS – O secretário João Luiz Fiani apresentou uma série de novidades da pasta para o segundo semestre de 2016. Entre elas, o lançamento do primeiro edital do Prêmio Arte Paraná, que vai levar espetáculos de circo, dança, música e teatro para várias cidades do Estado. Serão selecionados e premiados 24 espetáculos, que devem circular entre as oito macrorregiões do Paraná no período de 28 de outubro a 4 de dezembro de 2016.

Também foi lançado o 2º edital do Domingo tem Teatro, que irá selecionar e premiar 5 espetáculos para crianças e adolescentes. As apresentações serão realizadas sempre aos domingos, às 11h, no Teatro Zé Maria, em Curitiba, com apresentações nos dias 23 de outubro, 20 de novembro, 4, 11 e 18 de dezembro de 2016.

FILMES – Outro edital anunciado no evento foi o de Licenciamento de Filmes Paranaenses, a ser lançado em breve. A Secretaria da Cultura vai selecionar longas e curtas-metragens paranaenses que serão licenciados para exibição pela É-Paraná por um período de dois anos. Os filmes entram na grade de programação da emissora e devem ir ao ar, alternadamente, uma vez por semana.

APLICATIVO GUIA CULTURAL – Desenvolvido pela Secretaria da Cultura e Celepar, o aplicativo Guia Cultural será uma agenda de eventos virtual e gratuita, disponível para smartphones e tablets (iOS e Android). Espetáculos teatrais, shows, exposições, festivais, feiras, manifestações folclóricas entre outras atividades culturais poderão ser cadastradas no aplicativo.

CALENDÁRIO DA CULTURA – Com o objetivo de valorizar as manifestações artísticas e expressões da cultura paranaense, será estabelecido um Calendário da Cultura no Estado. De 24 de agosto a 28 de outubro acontece o Mês da Literatura, com atividades previstas para 25 municípios. Em novembro, o Mês da Consciência Negra debate o “Racismo Institucional” por meio de um seminário promovido pelas secretarias da Cultura e da Educação e Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial.

VIRADINHA CULTURAL 2017 – Realização da Secretaria da Cultura em parceria com o Detran Paraná, o projeto foi ampliado para 2017. Matinhos e Pontal do Paraná, no Litoral, e Santa Helena, no Oeste do Estado, recebem as atividades recreativas e educativas para crianças e adolescentes durante as férias de verão. Serão 30 espetáculos de teatro e 144 oficinas culturais, de jogos educativos e de educação no trânsito. A Viradinha acontece de 7 de janeiro a 5 de fevereiro de 2017.

PRESENÇAS – Participaram do evento o secretário de Estado da Comunicação Social, Márcio Villela, e o secretário de Ciência e Tecnologia, João Carlos Gomes.

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Notícias

Itaú Cultural: Série coletivos | Bosque coletivo

Na edição da Série Coletivos, publicada no site do Itaú Cultural, a galera do Bosque Coletivo entrou em cena. O grupo surgiu na Universidade Federal do Vale do São Francisco

Notícias

Confira a programação completa da Semana da Cultura de Maringá

A Secretaria Municipal de Cultura (Semuc) realizará, entre os dias 19 a 25 de março, a 5ª edição da Semana da Cultura. A programação terá oficinas, apresentações teatrais, dança e

Nacional

Paraenses fazem financiamento coletivo para super-heróis indígenas

‘Esquadrão Amazônia’ é uma equipe inspirada no norte do Brasil. Criada por Joe Bennett, revista terá roteiros de Alan Yango Os quadrinhistas paraenses Joe Bennett e Alan Yango abriram um projeto