Câmara quer “cota” de 30% para livros nacionais em vitrines de livrarias
4 de julho de 2016 1029 Visualizações

Câmara quer “cota” de 30% para livros nacionais em vitrines de livrarias

Por Sonia Racy, para o Estadão
Avança na Câmara um projeto que propõe uma “cota” mínima de 30% para a exposição de livros nacionais nas vitrines das livrarias. A ideia, do deputado Vital do Rego, já passou na Comissão de Cultura e, anteontem, na CCJ da Casa.
.
Em princípio, o PL 1942 propõe mínimo de 30% dos autores brasileiros, em vitrines internas e externas. Uma norma anterior estabelecia o limite em 10% nas livrarias.
Agora modernizada, a regra propõe que o limite seja obedecido também nos postos de venda, feiras, bienais e até nos sites de internet.
.
O deputado, do PMDB da Paraíba, justifica: “Assim como já existe a chamada ‘cota de tela’ para as produções cinematográficas brasileiras, propõe-se que se estabeleça mecanismo similar para os livros”.

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Notícias

Micsul 2018 reunirá 10 setores da economia criativa

Um recorte da diversidade e da criatividade cultural sul-americana serás exibido em São Paulo, de 23 a 27 de abril de 2018, no Mercado de Indústrias Culturais do Sul (Micsul).

Nacional 0 comentários

Criatividade como promotora de desenvolvimento

A criatividade entrou para a pauta do dia. Indústrias criativas, economia criativa, empreendedorismo criativo, classe criativa. “Criatividade virou a bola da vez – o que é péssimo, já que corremos o

Notícias

Lista dos selecionados para Oficina Técnica do ICI de abril

O Instituto Cultural Ingá divulgou, na manhã desta segunda-feira (09), a lista com o nome dos selecionados para a Oficina Técnica “Lei Rouanet – da teoria à prática”, que será