Câmara quer “cota” de 30% para livros nacionais em vitrines de livrarias
4 de julho de 2016 600 Visualizações

Câmara quer “cota” de 30% para livros nacionais em vitrines de livrarias

Por Sonia Racy, para o Estadão
Avança na Câmara um projeto que propõe uma “cota” mínima de 30% para a exposição de livros nacionais nas vitrines das livrarias. A ideia, do deputado Vital do Rego, já passou na Comissão de Cultura e, anteontem, na CCJ da Casa.
.
Em princípio, o PL 1942 propõe mínimo de 30% dos autores brasileiros, em vitrines internas e externas. Uma norma anterior estabelecia o limite em 10% nas livrarias.
Agora modernizada, a regra propõe que o limite seja obedecido também nos postos de venda, feiras, bienais e até nos sites de internet.
.
O deputado, do PMDB da Paraíba, justifica: “Assim como já existe a chamada ‘cota de tela’ para as produções cinematográficas brasileiras, propõe-se que se estabeleça mecanismo similar para os livros”.

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Notícias

17 e 18/06 – Conferência Municipal de Cultura

A 4ª Conferência Municipal de Cultura será realizada nos dias 17 e 18 de junho, às 19 horas no primeiro dia e das 8h30 às 11h30 e 14 às 17

Local

Festival aposta em diversidade musical na Cidade Canção

Em sua 2ª edição, Maringá Blues Festival apresenta bandas e artistas renomados  Encabeçado pelos músicos Paulinho Schoffen e Isaac C. Abeche, o Maringá Blues Festival vai chegar com tudo no

Notícias

Cultura anuncia classificação do Prêmio Aniceto Matti

Foi divulgada nesta sexta-feira (8) a classificação oficial do Prêmio Aniceto Matti referente ao ano de 2015. Os interessados tiveram a oportunidade de se inscrever nas áreas de Patrimônio Cultural,