Seis projetos são contemplados  na 3º edição do VIAPAR Cultural
18 de abril de 2016 1094 Visualizações

Seis projetos são contemplados na 3º edição do VIAPAR Cultural

Eles vão dividir o prêmio de R$ 230 mil, recurso este destinado para a produção cultural

“Uma Big Band na Minha Escola”, “2º Mostra de Teatro Estudantil de Maringá”, “Só em Cena – Mostra de Solos e Monólogos”, “Piano e Violino – Concertos”, Mostra Internacional de Maringá – MIM 2º Edição”e “Diego Salvetti – Ponte latina, Unindo Flamenco e Samba” – veja resumo abaixo. Estes foram os projetos culturais vencedores da 3º edição do VIAPAR Cultural, os quais vão dividir R$ 230 mil, recurso este destinado para a execução das ideias propostas, os quais devem beneficiar o maior número de pessoas ao longo dos trechos administrados pela concessionária de rodovias, instituidora do concurso, que é gerido pelo Instituto Cultural Ingá. A escolha das melhores iniciativas foi feita por representantes de diversos segmentos da cultura paranaense.

Das ideias selecionadas, cinco são de Maringá e uma de Campo Mourão – três delas ligadas ao segmento de artes cênicas e três a música erudita e instrumental. O diretor executivo do Instituto Cultural Ingá [parceiro da VIAPAR na execução e gestão do projeto], Miguel Fernando, destacou a importância desta iniciativa para o Estado. “Em primeiro lugar democratiza o acesso à parte dos recursos disponibilizados pela empresa por meio da Lei Rouanet. Segundo, possibilita que os projetos possam atender diferentes locais e classes sociais, além de fazer com que os produtores e agentes culturais se profissionalizem para ter acesso aos recursos do edital”, explicou, destacando que “as ideias escolhidas neste ano são muito interessantes, criativas e inovadoras. Com certeza devem agradar os diferentes públicos”.

Os projetos inscritos deverão ser executados a partir do mês de junho, data em que a concessionária VIAPAR [empresa patrocinadora] realizará a transferência dos recursos. “Sentimos-nos orgulhosos em promover o edital VIAPAR Cultural. É a forma que encontramos para fomentar a cultura na nossa região, uma feliz parceria com o Instituto Cultural Ingá”, destacou o assessor de comunicação da concessionária de rodovias, Marcelo Bulgarelli, lembrando que os beneficiados deverão obrigatoriamente prever a realização dos projetos em, “pelo menos três cidades das citadas no edital”.

Somente no ano passado, mais de 4.000 pessoas foram atendidas pelas iniciativas aprovadas no VIAPAR Cultural, edital que distribuiu outros R$ 230 mil para projetos ligados a música, teatro e dança. Assim como neste ano, as ideias selecionadas foram de Maringá e Campo Mourão (melhor excluir essa frase para não gerar críticas de sempre serem as mesmas cidades beneficiadas) . Além das cidades de origem, contemplaram moradores de diversos outros municípios como Nova Esperança, Mandaguaçu, Alto Paraná, Sarandi, Jandaia do Sul, Goioerê, Cascavel, Marialva e Arapongas.

 

Resumo dos projetos:

1 – “Uma Big Band na Minha Escola”, de Schoffen & Marutto Produções Artísticas, visa realizar gratuitamente seis concertos didáticos de uma Big Band em escolas da rede pública de ensino fundamental do Paraná. Para a realização das apresentações foram escolhidas as seguintes cidades: Maringá, Paranavaí, Cambé, Alto Paraná, Cambira e Jandaia do Sul.

2 – A “2º Mostra de Teatro Estudantil de Maringá”, produzida por Forfeu – Atividades Artísticas Ltda, será realizada no mês de setembro de 2016, com o intuito de incentivar a produção de espetáculos teatrais na escola. O projeto vai contemplar as cidades de Maringá, Sarandi, Mandaguaçu e o distrito de Iguatemi. Cerca de 3.600 pessoas devem ser beneficiadas gratuitamente.

3 – “Só em Cena – Mostra de Solos e Monólogos”, proposta de Rachel Coelho ligada às artes cênicas, será realizada em novembro de 2016 em Maringá, Sarandi e Maringá, além do distrito de Iguatemi. A mostra trará sete espetáculos solo locais e nacionais para diversos espaços culturais como praças e teatros. Duas mil pessoas devem ser beneficiadas de forma gratuita.

4 – “Piano e Violino – Concertos” tem como segmento a música erudita e instrumental. Da proponente, Loraine Maria Ferla Balen Tatto, consiste na realização de seis concertos de piano e violino nas cidades de: Cambé, Mandaguaçu, Mandaguari, Paranavaí e Rolândia. Todos eles didáticos e com comentários históricos. A entrada é gratuita.

5 – “Mostra Internacional de Maringá – MIM 2º Edição”, do segmento de artes cênicas, está prevista para acontecer nas cidades de Maringá, Marialva, Alto Paraná e Sarandi. O proponente é Teatro & Ponto Produções Artísticas, o qual prevê público estimado de 4 mil pessoas com preços populares e apresentações gratuitas.

6 – “Diego Salvetti – Ponte latina, Unindo Flamenco e Samba”. O projeto de Saulo Giovane Ferreira da Silva visa realização de espetáculos de música instrumental nas cidades de Campo Mourão, Maringá, Peabiru e Mamborê. As apresentações são fruto de uma intensa pesquisa musical visando a junção de estilos latinos europeus. A entrada é gratuita.

 

Para jurados, “projetos estão evoluindo”

A seleção dos projetos ocorreu no dia 6 de abril na sede da Associação Comercial e Empresarial (Acim) de Maringá. Laura Chaves, presidente do Conselho Municipal de Cultura, foi uma das juradas. Na avaliação dela “é nítida a evolução, não só de conteúdo como na forma de escrever as propostas. Isso é um ponto positivo, que deve influenciar de forma significativa nas produções”, comentou, frisando que outras empresas deveriam seguir o exemplo da VIAPAR. “Tivemos projetos ótimos relacionados à música instrumental, literatura e artes cênicas”.

O diretor de teatro, Tisley Barbosa, também participou da escolha das melhores peças, representando a Secretaria Municipal de Cultura. “O VIAPAR Cultural tem contribuído e muito para a profissionalização dos vários segmentos da cultura no Paraná. Os projetos estão aflorando, principalmente aqueles relacionados à música erudita. Esta é uma iniciativa muito importante para Estado e merece nosso respeito e apoio”, frisou.

Já o produtor musical, Ronaldo Gravino, que representou a Ordem dos Músicos do Brasil – Regional Maringá, classificou a iniciativa como sensacional. “Essa participação da VIAPAR na cultura regional tem sido imprescindível para o desenvolvimento deste campo, lembrando que muitos produtores têm projetos engavetados esperando por apoio; esta é uma oportunidade para colocá-los em prática. A qualidade dos materiais apresentados surpreendeu. Neste ano as propostas foram muito boas e quem ganha com isso é a população”, finalizou.

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Prêmios e Editais

Produtores assinam contrato Viapar Cultural 2016

Os produtores contemplados na terceira edição do Edital Viapar Cultural foram recebidos na sede da concessionária para a assinatura do contrato entre as partes. Representaram as entidades Marcelo Bulgarelli, assessor

Notícias

O Brasil perde Tunga, o primeiro contemporâneo a expor no Louvre

Antonio José de Barros Carvalho e Mello Mourão, conhecido como Tunga, faleceu nesta segunda-feira, dia 6,  aos 64 anos, no Rio de Janeiro, vítima de câncer. Considerado um dos maiores nomes

Notícias

“A articulação da cultura em Maringá é um exemplo para todo o Estado”

Em primeira visita oficial como secretário do Estado da Cultura, João Luiz Fiani destacou a força do trabalho conjunto que é desenvolvido na cidade No último dia 21, Maringá sediou