Auto de Natal terá três apresentações na Praça da Catedral

Auto de Natal terá três apresentações na Praça da Catedral

Tradição, arte e espiritualidade se encontram quando um pioneiro conta a história do nascimento de Jesus

É só o final do ano chegar que todos se preparam para as festividades desse tempo. As luzes enfeitam casas e comércios, as músicas de temas natalinos aparecem em toda parte e os presépios anunciam que as comemorações religiosas estão próximas. Assim como nos anos anteriores, os maringaenses terão a oportundiade de viver esse momento de fé sem deixar de falar sobre as suas raízes no Auto de Natal produzido pela Associação Cultural Lirius.

No espetáculo, que terá três apresentações já marcadas para os dias 15, 17 e 18 de dezembro, quem faz as vezes do narrador da história do nascimento de Jesus é um pioneiro da cidade. Sem conhecer as paisagens da Palestina, a apresentação conta a história usando o que está ao redor. A união que acontece dos fatos históricos com a religiosidade popular é o que deixa tudo especial no espetáculo: referenciais da Folia de Reis e de festejos no universo agrícola na década de 1950 fazem parte do enredo.

O projeto foi executado pela primeira vez em 2013, quando contou com patrocínio de empresas nacionais, mostrando a importância do meio cultural maringaense para outras localidades. Em 2014, o Auto de Natal circulou por alguns bairros e Sarandi, com a mesma temática. Para 2015, os produtores optaram por um palco fixo, mas com o diferencial de ser realizado sob uma lona de circo, trazendo ainda mais nostalgia para o público expectador.

Miguel Fernando, diretor do Instituto Cultural Ingá, revela que essa foi uma sugestão que veio a calhar ao período. “Quando Marlos Almeida, diretor da Lirius, comentou sobre a possibilidade do circo, ficamos bastante contentes e animados. Afinal, acabamos de lançar um livro sobre a história do circo no Paraná e pudemos registrar alguns relatos de espetáculos teatrais com temas religiosos sendo encenados dentro das lonas que circularam por essa região”. Com relação a este livro, trata-se do Lonas e Memórias: a história esquecida do circo paranaense, lançado em outubro e com contou com o financiamento da FUNARTE.

Além da encenação do Auto de Natal, a lona ainda receberá, no dia 16 de dezembro, a partir das 20h30, o espetáculo musical do Som da Banda, com músicos de sopro, percussão e dança; e o Vossa Majestade, o Circo, com a Escola de Circo de Campo Mourão.

A proposta integra as dezenas de espetáculos culturais viabilizados pelo Instituto Cultural Ingá junto de vários produtores e patrocinadores. O Cultura para Todos segue até o dia 18, quando será encenado o último espetáculo do Auto de Natal, que é produzido pela Associação Lírius e conta com investimentos por meio da Lei Rouanet, com o fomento do Instituto Cultural Ingá, apoio da Arquidiocese de Maringá, Prefeitura e ACIM, mídia partners Mundo Livre e RPC TV, e patrocínios da COPEL, DB1 e Lowçucar.

Serviço
Auto de Natal
15, 17 e 18 de dezembo – 20h30 – Praça da Catedral

Som da Banda e Escola de Circo de Campo Mourão
16 de dezembro – 20h30

Entrada gratuita

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Nacional

No Rio, ministro defende liberdade de expressão artística

O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, reiterou sua disposição em defender a liberdade de expressão artística durante encontro promovido pela Associação dos Produtores de Teatro na manhã desta terça-feira

Notícias

Maringá Blues Festival anuncia atrações

17Festival trará para a cidade atrações nacionais e internacionais em quatro apresentações do ritmo nobre da música ocidental Se pudéssemos personificar o blues, ele seria aquele negro velho, arcado por

Nacional

Fim do MinC: retrocesso histórico

Ao que parece eliminar o Ministério da Cultura já se confirma como um dos primeiro atos do governo Temer… sem debate ou consulta, uma canetada promove hoje um retrocesso de