MinC abre consulta pública sobre Lei Rouanet

MinC abre consulta pública sobre Lei Rouanet

O Ministério da Cultura abriu consulta pública para revisão da Instrução Normativa (IN) nº1/2013, com o objetivo de atualizar e qualificar os procedimentos públicos, a gestão dos projetos culturais por seus proponentes e os benefícios sociais da Lei Rouanet.

A Instrução Normativa regulamenta os procedimentos para apresentação, recebimento, análise, aprovação, execução, acompanhamento, prestação de contas e avaliação de resultados de propostas culturais que são submetidas ao MinC com vistas à captação de recursos de renúncia fiscal, conforme estabelecido pelo Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac).

“No âmbito do fomento, a meta do Ministério da Cultura é a instituição do Programa Nacional de Fomento e Incentivo à Cultura, o Procultura, um novo marco regulatório que poderá diversificar, descentralizar e fortalecer os mecanismos de financiamento à cultura no país. Mas, enquanto esta substituição não se conclui, é preciso executar a Lei Rouanet da forma mais qualificada possível”, explica o secretário de Fomento e Incentivo à Cultura do MinC, Carlos Paiva.

Segundo ele, a revisão faz parte de um trabalho para equalizar o atendimento de normas legais às especificidades das realizações culturais incentivadas, bem como à forma como a sociedade será incluída.

Qualquer cidadão pode encaminhar suas sugestões, com base no texto atual, sugerindo novas redações, com inclusão, alteração ou exclusão de texto, apresentando suas justificativas. A consulta é estruturada em capítulos e artigos, de modo que se facilite a localização dos trechos, que devem ser comentados individualmente, e apenas aqueles em que deseje fazer intervenção.

A IN trata, por exemplo, das questões de acessibilidade e democratização do acesso aos produtos culturais resultantes dos projetos, base fundamental para o investimento público federal nestas produções. Por outro lado, ela não é capaz de alterar a lei, incluindo o seu impedimento de haver apreciação subjetiva quanto ao valor artístico-cultural das propostas que se candidatam ao incentivo fiscal.

As sugestões recolhidas na consulta pública serão agrupadas e sistematizadas para apreciação da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC) em reunião exclusiva para esta pauta, ainda na primeira quinzena de dezembro. “Nossa intenção é chegar a um texto final e validar a nova IN para ser aplicada já a partir da virada do ano”, diz Paiva.

As contribuições podem ser enviadas até o dia 8 de dezembro. Clique aqui para acessar o formulário da consulta pública.

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Notícias

“Sala dos Suplícios: o dossiê do caso Clodimar Pedrosa Lô” ganha edição revisada e ampliada

Obra conta a história do menino pobre e migrante nordestino, que teve a vida ceifada -injustamente – na cidade de Maringá “A tragédia mais complexa da cidade de Maringá”, é

Nacional

Mestre das sete cordas: cinco videos de Yamandu Costa

O violonista gaúcho, que se apresenta em Maringá no próximo sábado (dia 20), tem no currículo apresentações em parceria com nomes consagrados da música brasileira Com 36 anos, Yamandu Costa ostenta

Notícias

Anunciada a data da I Mostra Internacional de Maringá

Evento será uma edição comemorativa dos cinco anos da Mostra de Teatro Contemporâneo de Maringá A Teatro e Ponto Produções Artísticas anuncia o acontecimento da I Mostra Internacional de Maringá