A lição da pequena notável

A lição da pequena notável

Cultura e Mercado

A pequena Tatuí, a pouco menos de 130 quilômetros de São Paulo, não é exatamente destaque em termos socioeconômicos. Dos 75 municípios paulistas com mais de 100 mil habitantes, é o 65º pior no ranking do IDH. Tem o menor Índice de Desenvolvimento Humano entre as 21 cidades que participaram da pesquisa Hábitos Culturais dos Paulistas, realizada pela consultoria JLeiva Cultura & Esporte e pelo Datafolha. No entanto, é a que exibe, nesse levantamento, as maiores frequências a atividades culturais.

A explicação para esse desempenho notável parece estar num coração musical muito bem aproveitado por outras instituições, e fortalecido por uma longa história de disseminação da prática de música entre várias camadas sociais.

O órgão pulsante, encravado no centro de Tatuí, é o Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos”, instituição estadual fundada em 1954 e autodenominada a maior do gênero na América Latina. De suas salas saem instrumentistas para algumas das mais importantes orquestras do país e do mundo. Não à toa, na pesquisa do Datafolha é o município com maior frequência a concertos: 21% dos moradores disseram ter ido a um evento desse tipo nos 12 meses anteriores à sondagem – a média das 21 cidades é 12%.

Confirma os números de Tatuí clicando aqui.

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Notícias
Nacional

Finalistas do Prêmio Shell de Teatro são anunciados

Com três indicações cada, as peças “Cabras — Cabeças que voam, cabeças que rolam” e “A tragédia Latino-americana” foram as mais lembradas entre os finalistas do 29º Prêmio Shell de

Notícias

Entidades e artistas locais se unem para arrecadar recursos à Fundação Luzamor

Em quatro dias de apresentações, Festival Viva Luzamor destinará integralmente o valor dos ingressos à causa Fundada em 1975, pelas irmãs Sumiko Miyamoto e Yaeko Miyamoto, a Fundação Cultural e