Diretor executivo do Instituto Cultural Ingá é eleito delegado do Paraná para o CNPC

Diretor executivo do Instituto Cultural Ingá é eleito delegado do Paraná para o CNPC

Turismólogo e especialista em história, Miguel Fernando assume a cadeira do segmento de Patrimônio Material, passando a representar a delegação do Paraná em Brasília

Ao final da terceira etapa do processo seletivo para a formação do Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC), os Estados conheceram os nomes que vão compor suas delegações em diversos segmentos culturais. Ao todo foram eleitos 16 delegados no Paraná que, na útima fase, disputarão uma vaga no Conselho Nacional, em Fórum a ser realizado em Brasília.

O turismólogo, especialista em história regional e diretor executivo do Instituto Cultural Ingá, Miguel Fernando, foi o único maringaense entre os eleitos da delegação paranaense.

Principal instância nacional de diálogo e participação popular na construção de medidas para a Cultura, o CNPC tem por finalidade propor a formulação de políticas públicas para o desenvolvimento e fomento de atividades culturais em todo território nacional. Segundo Miguel Fernando, “Maringá saiu vitoriosa, passando a ter representação na delegação do Estado. Contudo, agora, passou a representar as necessidades da classe do patrimônio material de todo o Paraná. Em Brasília, quando ocorrerá a eleição definitiva dos membros do CNPC, apresentaremos propostas segmentadas, onde vários profissionais de todo o país estarão presentes”.

“Nesse momento,” continua Miguel,  “levantarei a discussão da democratização aos acervos públicos, bem como utilização de ferramentas de web e novas tecnologias para a difusão de bens tombados em todo o território nacional. A proposta, que já venho defendendo há anos, é abrir os documentos e arquivos fotográficos para a grande massa, não só priorizando a academia, mas a divulgação e disseminação de nossa história. É o que o projeto Maringá Histórica faz desde 2009”, finaliza.

A eleição dos representantes para o Conselho Nacional de Políticas Culturais começou em junho e respeitou, até então, a três etapas: 1) Consulta pública sobre a nova proposta de edital; 2) Cadastro de participantes e 3) Eleição dos delegados estaduais. Eleitos, os delegados serão convocados a participar dos Fóruns Setoriais que acontecem em todo o país e discutem pontos específicos de cada área.

Confira abaixo os representantes eleitos pelo Paraná:

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Local

Casa do Verbo lança Projeto Circo Social em Sarandi

Aulas de atividades circenses serão oferecidas ao município gratuitamente. As inscrições vão até 27 de fevereiro Quando a obra “Lonas e memórias: a história esquecida do circo paranaense” foi lançada

Notícias

Museus gratuitos para estudantes de artes

Estudantes brasileiros matriculados em cursos de artes, museologia, arquitetura, audiovisual, música, design e moda poderão ter o benefício da entrada gratuita nos museus e demais instituições museológicas do Sistema Brasileiro

Local

Projeto cultural “Stone Face” aborda urbanidades maringaenses por meio do teatro

A proposta é repensar o espaço urbano a partir de intervenções artísticas inspiradas em Buster Keaton e Federico García Lorca; o projeto é executado com recursos do Prêmio Aniceto Matti