Storytelling para projetos culturais

Abundância de informação gera escassez de atenção. Herbert Simon, economista e ganhador de um Nobel, apresentou esse conceito em 1971. Mais de 40 anos depois, isso tornou-se ainda mais válido. Com a ascensão da internet nos últimos 15 anos, produzir conteúdo nunca foi tão fácil. Para o bem e para o mal, já que à medida em que somos inundados por novas informações, o resultado é que temos cada vez menos tempo para consumi-las.

É nesse contexto que o storytelling desperta cada vez mais o interesse de profissionais que tenham desafios de comunicação pela frente, sejam executivos, publicitários, produtores culturais ou qualquer um que precise vender algo a algum público.

Uma história bem contada não só tem o poder de capturar a atenção do público, como é capaz de transmitir conhecimento, gerar significado e engajar o público em uma determina direção.

 

Leia o texto completo clicando aqui.

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Nacional

MinC debate novo modelo de acompanhamento de projetos

Qualificar o acompanhamento de projetos culturais apoiados por meio dos mecanismos de fomento da Lei Rouanet e tornar, por consequência, a fase de prestação de contas mais orgânica e eficiente

Nacional

Painel Funarte de bandas de Música e o Simpósio Funarte – UFRJ de Bandas de Música.

Clique no link abaixo e confira a programação: Divulgacao Folder – Painel Funarte de Bandas de Música Comentários comentários

Comunicação

Cultura e informação em tempos de crise

Se você é um gestor cultural, já sabe: a crise bateu à porta. Ou até, quem sabe, já entrou e ficou à vontade. Trouxe a mala, e você já viu

0 comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comentar!