ICI entrega última etapa de consultoria em Rio Verde

ICI entrega última etapa de consultoria em Rio Verde

Depois de trabalhar no levantamento e diagnóstico sobre o cenário cultural em Rio Verde e promover uma série de capacitações com os produtores produtores da região, o Instituto Cultural Ingá (ICI) se prepara agora para entregar a terceira etapa da consultoria técnica realizada na cidade goiana, que será marcada pela implantação da plataforma de captação de recursos junto à iniciativa privada, o Captarte Rio Verde.

Baseado nos resultados conquistados nos últimos anos em Maringá e na experiência de consultoria técnica promovida na cidade paulista de Piracicaba, o ICI foi convidado mapear e desenvolver o potencial da economia criativa na região Rio Verde, interior de Goiás. Referência nacional no agronegócio com o maior PIB (Produto Interno Bruto) no segmento do país, Rio Verde é sede de grandes empresas transformadoras e exportadoras como a Qualy e a Sadia (BRF), além de uma das maiores cooperativas agrícolas do Brasil, a COMIGO.

Segundo o vice-presidente do Instituto, Edson Pereira, a consultoria técnica em três etapas oferecida pelo ICI deve sanar uma falha observada no setor de produção cultural da cidade. “Apesar de toda essa estrutura, uma mínima parcela dos recursos é absorvida pelo setor cultural, como mostrou a cartografia cultural feita pelo Instituto Cultural Ingá na entrega da primeira etapa da consultoria técnica realizada na cidade”, completa Pereira.

Durante o mês de junho, foram realizados na cidade goinana uma série de palestras e formações para despertar o potencial criativo dos produtores e capacitá-los para utilizar melhor as ferramentas disponíveis. De acordo com o diretor executivo do ICI, Miguel Fernando, que fez parte da equipe técnica que promoveu as capacitações, esse processo foi feito de olho no produtor e no empresariado. “Nosso papel foi o de profissionalizar o mercado cultural e, ao mesmo tempo, voltar as atenções do setor privado para a viabilização dos projetos que estão por surgir, gerando receita, renda e, acima de tudo, ativos criativos para a cidade”.

Marcando a entrega da terceira etapa da consultoria técnica, o lançamento da plataforma Captarte Rio Verde está previsto para o dia 11 de agosto e vai encerrar os trabalhos na cidade. A partir de então, produtores locais, patrocinadores e agentes públicos estarão integrados em um ambiente digital que servirá de vitrine para os projetos criados, captados e desenvolvidos na cidade.

 

ASCOM ICI / VO

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Notícias

Primeiro dia de FLIM tem palestra com Ana Maria Machado e Caco Barcellos

A Festa Literária Internacional de Maringá (FLIM), organizada pela Secretaria de Cultura, chega em sua terceira edição, primeira Internacional, com uma vasta programação que começa no dia 13 de setembro

Nacional

Contribua com a Convenção da Diversidade Cultural

Fortalecer o direito dos países de terem suas próprias políticas culturais e promover a diversidade cultural no mundo. Esses são os pilares que sustentam a Convenção sobre a Proteção e

Nacional

Museu Paranaense abre exposição sobre educação patrimonial

No dia 22 de novembro (terça-feira), às 16h, o Museu Paranaense recebe a exposição “Desvendando contextos: educação patrimonial na pequena infância”. A mostra apresenta desenhos, fotos, objetos e materiais diversos

0 comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comentar!