Captação: uma questão complexa

“Existem muitos captadores de recursos no Brasil, o problema é que eles não fazem só isso ou não se identificam, não se assumem captadores. A profissão ainda não é regulamentada e reconhecida. É uma questão complexa.”

A afirmação é de Daniele Torres, gestora responsável pela captação de recursos do Instituto Brasileiro de Gestão Cultural e do Instituto Brasil Leitor. Para ela, é raro encontrar o captador que efetivamente só capte e que atenda à demanda de produtores e artistas que querem alguém exclusivamente para buscar recursos para seus programas e ações.

A falta de formação específica também contribui. “Os profissionais que atuam nessa área geralmente têm formação diversa e exercem diferentes atividades, acumulando a captação com outras tarefas”, diz. Tendo isso em vista, Daniele criou aFormação em Captação de Recursos, uma jornada de 60 horas de aula, com 14 especialistas, que Cultura e Mercado promove em São Paulo, de 14 de setembro a 25 de novembro.

João Paulo Vergueiro, diretor executivo da Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR), concorda que faltam profissionais qualificados para fazer captação de recursos hoje no Brasil. Ele conta que a ABCR tem divulgado cada vez mais vagas, mas percebe-se que muitas delas não são preenchidas. “Poucos conhecem a área, por isso não há muita entrada de novos profissionais para suprir a demanda”, afirma. Um dos motivos é que, em geral, os melhores captadores já estão vinculados a alguma organização, já estão contratados, e não conseguem atender a mais demandas.

Leia o artigo completo clicando aqui.

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Nacional

Cinema injeta R$ 19 bilhões por ano na economia brasileira, mostra estudo inédito

Segundo levantamento, setor já gera mais vagas que o turismo Primeiro estudo sobre o impacto econômico do setor audiovisual no Brasil, a pesquisa “Contribuição econômica do setor audiovisual brasileiro” será

Nacional

Museu da Língua Portuguesa em São Paulo deve ser reaberto

Projeto de reconstrução do local, atingido por um incêndio, começa nesta segunda O Museu da Língua Portuguesa, atingido por um incêndio em dezembro, deverá ser reaberto em 2018. O projeto

Nacional

Primeiro dia de FLIM tem palestra com Ana Maria Machado e Caco Barcellos

A Festa Literária Internacional de Maringá (FLIM), organizada pela Secretaria de Cultura, chega em sua terceira edição, primeira Internacional, com uma vasta programação que começa no dia 13 de setembro