“A articulação da cultura em Maringá é um exemplo para todo o Estado”
27 de agosto de 2015 1171 Visualizações

“A articulação da cultura em Maringá é um exemplo para todo o Estado”

Em primeira visita oficial como secretário do Estado da Cultura, João Luiz Fiani destacou a força do trabalho conjunto que é desenvolvido na cidade

No último dia 21, Maringá sediou o lançamento oficial do programa Paraná Criativo, incubadora dedicada a promover o desenvolvimento sustentável em todo Estado a partir da Economia Criativa. Segundo o secretário do Estado de Cultura, João Luiz Fiani, a escolha foi feita com base na capacidade de articulação interna que a cidade vem apresentando para o Estado. “Eu considero Maringá como uma das cidades mais organizadas na área cultural, se não for a mais organizada. Aqui é fácil ver uma proximidade muito grande entre artistas, produtores e empresários para fazer a economia criativa acontecer”, completa Fiani.

Em almoço oferecido à comitiva da secretaria de Cultura do Estado, Fiani aproveitou a presença de representantes do poder público municipal, empresários e entidades de classe para reforçar a importância dessa articulação para o setor da cultura. “Nós temos que mostrar para as pessoas do Paraná o exemplo do ICI e de Maringá, pela qualidade da equipe e pela maneira transparente com que se trabalha aqui”, completa. Para o presidente do Instituto Cultural Ingá, Orlando Chiqueto, essa integração entre as forças só foi possível graças ao diálogo proposto e aceito tanto entre os produtores quanto entre o empresariado. “Nesses quatro anos nós empreendemos uma série de reuniões e formações que capacitaram tanto o proponente quanto o apoiador a entender o valor que há nesse processo”.

O lançamento da Incubadora Paraná Criativo aconteceu durante o I Encontro de Economia Criativa do Paraná, realizado no Auditório Hélio Moreira, que contou com a presença de criativos de Maringá e região para uma série de palestras sobre o tema. A abertura foi feita pelo próprio secretário de Cultura, que apresentou o projeto e as oportunidades que estarão disponíveis para os produtores a partir da nova incubadora. A programação da manhã ainda contou com a palestra da especialista mundial em economia criativa e desenvolvimento sustentável, Lala Deheinzelin, e uma mesa redonda intitulada “Maringá é criativa?”, que teve a presença de representantes de iniciativas criativas da cidade, entre eles o diretor executivo do Instituto Cultural Ingá (ICI), Miguel Fernando.

Para Olga Agulhon, secretária de Cultura de Maringá, o fato da cidade ter sido escolhida como sede do I Encontro de Economia Criativa do Paraná, e a própria presença do secretário João Luiz Fiani na cidade são a prova de que as atividades desenvolvidas pelo Instituto Cultural Ingá, poder público, produtores e entidades de classe surtiram efeito em todo o Estado. “Para nós é uma alegria enorme ver que Maringá tem essa importância e respeito do Governo. Eu tenho certeza que o secretário Fiani vai retornar para a capital impressionado com o que ele viu aqui”, completa Olga.

Cenário de resoluções
Com o lançamento oficial da incubadora Paraná Criativo, realizado no último dia 21 em Maringá, chegam a três as resoluções já promovidas pelo novo titular da pasta de Cultura do Paraná, o ator e empresário João Luiz Fiani, em menos de 2 meses de atividade. Ao novo projeto, somam-se também a posse do novo Conselho Estadual de Cultura (Consec) e a liberação do valor referente ao Programa de Incentivo à Cultura do Paraná, o Profice, todas realizadas nas últimas semanas.

Comentários

comentários

Sobre o autor

Você também poderá gostar

Nacional

Iphan lança emblema para o Patrimônio Cultural Brasileiro

Os bens reconhecidos como Patrimônio Cultural Brasileiro passam a ter, a partir de agora, uma identidade visual única e comum. Abstração, cores e simbolismos caracterizam o emblema lançado nesta quarta-feira

Notícias

Para que servem as editoras musicais?

Editora musical é a empresa que administra repertórios musicais (composições) e licencia usuários em relação às diversas modalidades de sua utilização, como as gravações, comercialização de CDs, arquivos digitais, sincronizações

Notícias

Editoras cartoneras driblam a crise com papelão e material reciclado

Às margens do mercado, casas que produzem livros baratos e artesanais ganham espaço O livro mais recente do poeta Douglas Diegues foi lançado simultaneamente no Brasil e em mais seis